Louco aos poucos

Titulo: Louco aos poucos
Autora: Libba Bray
Editora: ID
Páginas: 591
Edição: 1
Lançamento: 2011
Sinopse: Cameron Smith tem 16 anos e foi diagnosticado com a chamada "doença da vaca louca". Ele vai morrer. Um encontro com Dulcie, uma garota-anja-punk, o convence a partir em busca da cura. De quebra, ele terá apenas de salvar o mundo. Como ajudantes, terá Gonzo, um garoto anão neurótico, e Balder, um deus viking aprisionado no corpo de um gnomo de jardim. Junte-se a eles numa viagem repleta de questões profundas - e rasas também - que mostram que a vida não passa de uma jornada psicodélica que vale a pena. 

Resenha

Louco aos poucos é um livro que eu sempre quis ler, desde que criei o blog. Minha irmã sempre falava dele, mas aí foram aparecendo novos livros e eu acabei esquecendo-o, até o dia em que o vi em promoção e decidi comprá-lo. Me senti um pouco intimidada com o tamanho dele, e fiquei me perguntando se a autora teria conseguido criar uma história que não fosse cansativa para um livro tão grande...

Cameron recém descobriu que tem a doença da vaca louca. Em pouco tempo ele não terá mais o controle de seu corpo, e seu cérebro provavelmente virará um marshmallow, ou um queijo. A doença não tem cura, então ele vai morrer. Trágico, afinal, ele tem apenas 16 anos.
As coisas mudam quando ele conhece Dulcie, uma anja que parece segui-lo para todos os lados, e um dia, decide falar com ele. Cameron foi escolhido para salvar o mundo, ele precisará encontrar um tal Doutor X, fechar um portal e impedir que o planeta seja consumado em chamas.

Não ouço ninguém dizer que eu vou morrer dessa doença. Vai ver porque ninguém o diz de fato. Aliás, Doutor Especialista faz de tudo para não dizer. É então que me dou conta de que estou muito fodido. – página 112

Não sabia o que esperar desse livro, não tinha lido nenhuma resenha sobre ele, queria que a experiência fosse uma surpresa, e realmente foi. O começo é bem chatinho, chega a ser daqueles livros que quando você está lendo, até o teto do seu quarto parece mais interessante, mas as páginas vão passando e vai ficando cada vez melhor, até o ponto em que você não consegue mais largar. Cameron foi um personagem que me agradou desde o inicio; ele tem uma irmã gêmea que é o orgulho da família, enquanto ele fica com os restos, inclusive com as notas mais baixas. Ele aceitou a viagem maluca salva o mundo num piscar de olhos, e com certeza não se arrependeu mais tarde.

Aconteceu tanta coisa, mais tanta coisa, que eu não sei como a autora conseguiu pensar em tudo isso. Acompanhado de Gonzo, um anão que tem medo de morrer até mesmo ao respirar, Cameron passa por vários estados americanos, e até fica um tempinho na Disney. No caminho eles fogem da policia, ganham um prego mágico, participam de festas e programas de TV, e em momento algum deixam o bom humor de lado. E que bom humor! Já nos agradecimentos (primeiras páginas, muitas páginas!) percebi que seria um livro super divertido de se ler, pois a autora disse várias coisas engraçadas e me pareceu muito gente boa.

- Cara, você está louco.
- Sim. Completamente.
- Tudo bem – diz ele com um suspiro.- Me dá um minuto para eu me vestir. Eu vou nessa sua viagem idiota. – página 166

Como eu disse no inicio, tive medo de que a autora não conseguisse preencher todas as páginas do livro e ele acabasse ficando um pouco cansativo. O inicio foi sim bem cansativo, mas a partir da página cinqüenta, mais ou menos, até o final, é aventura que não acaba mais. Valeu muito a pena furar a fila dos livrinhos atrasados para ler Louco aos poucos, principalmente quando Balder, um anão de jardim que fala e se mexe (não me perguntem como) aparece.

Terminei o livro com a certeza que meu queixo deveria estar no chão. Libba Bray, o que foi aquilo? Eu estava tão animada lendo que, quando fechei o tão precioso, senti uma tristeza imensa. Não foi nem pelo final, (triste, maravilhoso), mas sim porque o livro tinha acabado, e eu não queria que acabasse. Já estou com muitas saudades de Cameron, Gonzo, Balder, Dulcie e até mesmo do Doutor X. É uma história muito divertida e viajada, literalmente, então se você gosta de anões, pessoas loucas e gigantes do mal que colocam fogo nas coisas, com certeza vai amar Louco aos poucos.

Siga o meu conselho e viva muitos anos... Porque a maior loucura que pode fazer um homem é se deixar morrer. – página 229


26 comentários

  1. Oi Dryh,
    Nunca li nada sobre esse livro, mas sua resenha despertou meu interesse em lê-lo. Logo no início, achei o enredo meio estranho rs, mas você me convenceu e agora vou colocá-lo em minha lista. Estou curiosa para ler essa mistura de aventura com doença terminal, não sei o que esperar...
    Obrigada pela dica!!
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Dryh!
    Adorei a sua resenha, menina! O livro parece ser muito bom mesmo. Eu também me sinto intimidada com livros grossos, porque tenho receio de chegar a uma parte que não tenha ânimo para prosseguir. Mas é ótimo receber dicas como essa, que apresentam um livro tão bom, mas tão bom, que vale a pena encarar (rs).

    Achei ótimo o seu comentário de que acontece MUITA coisa! Isso sempre me anima, sabe?

    Beijos, flor!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oii. Achei a história muito louca e deve ser bem divertida. Não conhecia mesmo essa história, mas agora vou add na minha lista do skoob.

    beijos
    http://mundo-restrito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Dryh! Tudo bem?
    Nossa eu amo uma aventura e esse livro me chamou muita a atenção.Adoro ler livros que saem um pouco do nosso mundo e vá para a mágica da aventura,com personagens bem diferentes e lugares incríveis hehehehe
    Parabéns pela resenha,adorei!
    Beijos Pão de Queijo!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Dryh! Tudo bem?
    Eu já vi esse livro no skoob, gostei do título, da capa e logo o adicionei na minha estante, mas nem reparei na sinopse. >< Não sabia que o livro tinha uma história assim, bem viajada, mas já gostei da ideia! Realmente, uma obra de 500 páginas é intimidadora, é uma pena que o começo seja bem lento, mas considerando que o resto não decepciona, estou bem empolgada para realizar essa leitura! Adorei a resenha (: Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Não conhecia esse livro! Sua resenha é a primeira que li e está muito boa, a capa do livro também não fica atrás, muito bem feita!!!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Dry!
    Cara, que sinopse doida D: Ahhh curti! Achei bem desconvencional! E depois da sua resenha, fiquei mais curioso ainda. A capa ta muito engraçada e legal! Bateu uma super vontade de ler.

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    hahaha não conhecia o livro, mas achei muito divertido. Adorei os quotes que escolheu tb.
    Vou anotar a dica.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  9. A premissa do livro é um pouco estranha e o livro não me pareceu, de cara, ser muito bom. Mas se você garante que, apesar de um início ruim, a obra é ótima, vou colocar na minha lista de leituras. Espero gostar.


    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de dezembro

    ResponderExcluir
  10. Oieee
    Tudo bem?
    A sua resenha ficou muito bem escrita, mas confesso que o enredo não me chamou a atenção.
    Achei que a autora viajou um pouco...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Oiii Dryh. Adorei a sua resenha. É tão legal quando um livro nos encanta tanto né? E a mistória é bem maluquinha pelo jeito né? Mas eu gostei. Nunca tinha ouvido falar no livro, mas fiquei muito interessada. hahah, as vezes temos que furar as filas, kkk, mas ainda bem que foi por uma boa leitura =D
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oiii! *-* Nossa, fazia um tempinho que não vinha aqui, seu blog está lindo! ♥♥♥

    Sobre o livro: sabe que também faz tempo que quero ler ele? Mas nunca criei vergonha na cara para comprar. hahaha Sua animação com ele me empolgou bastante, ainda mais porque nunca li nada da autora, então espero gostar também!

    Beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  13. Muito show! Adoro quando um livro pode nos surpreender... muito bom. Apesar do começo lento eu leria pelo final arrebatador. ADOREI sua resenha...poucos livros me deixaram saudade igual vejo que esse fez com você.
    Beijos!
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  14. Oi Dryh!
    Não conhecia o livro, mas me pareceu bem interessante.
    É tão bom quando uma história evolui de cansativa para envolvente, não é?
    Espero ter a oportunidade de ler, acho que me encantará também :)
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Dryh!
    Eu simplesmente amei tudo o que falou sobre esse livro, e olha que nunca havia ouvido falar nele! O título, Louco aos Poucos, me fez lembrar a sonoridade de Hocus Pocus...hehe... Como tem um anão de jardim que fala e se mexe, deve ter um pouco de magia nisso, né?! :)
    Com certeza já está na minha lista de futuras leituras!
    Beeeejo!

    PS: tá rolando um sorteio do livro A Garota que Eu Quero, lá no blog! Pra participar é bem simples: basta ser seguidor! Corre lá!

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/2014/11/promocao-ano-novo-livro-novo.html

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Nossa! Um livro com 500 páginas tem que ser muito bom! Gostei da sua resenha! talvez eu leria se não fosse esta minha vida corrida de mãe, rs.
    bjos!

    ResponderExcluir
  17. Oláááá!
    Nunca tinha lido nada desse livro, fiquei bem curiosa... Parece ser muito bom, e gosto de livros grandes, apesar desse não ser dos maiores hahahhaa
    Beijos,
    Thousand Lives to Live!

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia o livro e ó vc foi guerreira em terminar o livro, se fosse eu teria abandonado, mais ai depois sairia perdendo
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi Dryh, tudo bem
    Saudades de vir aqui!!!!!
    O novo layout ficou lindo!!!!! adorei!!!! E seu corte de cabelo está super elegante!!!!!!
    Nunca vi falar nesse livro, achei o título super divertido e confesso que não esperava um enredo como esse. Acho que já sabe, ao contrário de você livros com muitas páginas me atraem muito, como se fossem imãs, risos...
    Sua resenha entrou no clima e acabou me empolgando, depois de tantos elogios eu preciso ler esse livro!!!!!!!! Adorei!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Dryh,
    Simplesmente adorei a resenha!
    Já anotei aqui na minha wishlit.
    Nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas achei super interessante. Parece muito legal, mesmo com o começou meio devagar...
    E que capa linda, né?
    :D
    Já gostei do Gonzo, haha.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  21. Oi , a sinopse do livro chamou muito minha atenção , parece ser uma história muito boa e me deixou muito curiioso ! E nunca tinha ouvido falar dele !

    ResponderExcluir
  22. Oie, tudo bom?
    Caramba, que narrativa louca! Gostei do título, mas não sei se a história chamaria minha atenção a ponto de me envolver com o livro. Como você disse, a autora foi bem criativa.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi Dryh, como está?
    Não conhecia sobre o livro, nunca havia visto ele em lugar algum e caso tivesse visto pouco me interessaria pelo título e pela capa. Sua resenha está bem legal e eu consegui ver que é um livro bem bacana. Já anotei ele para uma futura compra.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  24. Genteeee, não conhecia esse livro e nem a autora, fiquei bem interessada mesmo depois de você falar que o começo é cansativo e eu ter horror a começos de livros assim,kkkkk.

    Mas a pegada do livro é tão diferente, que fiquei curiosa.

    Dica anotada, sua resenha ficou ótima.


    bjs

    ResponderExcluir
  25. O começo lento é até aceitável, afinal, a autora está introduzindo a história e fico contente e saber que vale muito a pena, mesmo que o começo tenha sido lento. Achei o enredo diferente e fiquei curiosa e ler Louco aos poucos, ótima resenha. :D

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...