Jantar secreto

Oláá pessoas \0/


Não sei vocês, mas eu sempre tive curiosidade de ler os livros do Raphael Montes (autor de O Vilarejo e Dias Perfeitos, além de Jantar Secreto), então, quando vi que ele estava para lançar mais um livro, fiquei ainda mais animada. Recebê-lo da Companhia das Letras me deixou muuito feliz, e o livro é ainda mais lindo pessoalmente, acreditem. Com vocês, Jantar Secreto \0/

Título: Jantar secreto
Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras (cortesia)
Páginas: 360
Edição: 1
Lançamento: 2016
Sinopse: Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles.
Resenha

“Um sujeito estava andando na rua quando deparou com um restaurante que vendia carne de gaivota. Pediu a carne, comeu, foi para casa e se matou. Por quê?” – página 12

Vindos do interior do Paraná, e melhores amigos desde a infância, Dante, Miguel, Leitão e Hugo se mudaram para o Rio de Janeiro quando passaram nas faculdades da cidade maravilhosa, e, sem um tostão no bolso, passaram a viver num apartamento na zona sul, dividindo também o carro e o sonho de vencerem na vida, seguindo as carreiras escolhidas por eles, e obtendo sucesso nas mesmas.

Mas, anos depois, quando já estão formados (três dos quatro), a coisa vai de mal a pior, e a crise que assola o país não ajuda em nada. Leitão desistira de cursar Sistema de Computação e passava seus dias comendo e navegando na internet, ganhando dinheiro de forma desonesta; o diploma de administração de Dante não servia para nada, e ele trabalhava numa livraria, ganhando uma merreca; Hugo não tinha seu talento na gastronomia reconhecido, e fazia bicos em buffets e restaurantes aqui e ali; e Miguel se matava fazendo estágio num hospital.

Tudo piora quando o aluguel do apartamento atrasa seis meses, (por culpa de Leitão, que era o responsável por fazer os depósitos mensais) e eles ganham um prazo curto para juntar quase 26 mil reais. É aí que entra a ideia de Leitão: fazer jantares exóticos no apartamento, publicando num site chamado JantarSecreto.com e cobrar uma grana alta dos convidados. A ideia foi aceita pelos quatro, afinal, Hugo era realmente bom em experiências gastronômicas, Leitão poderia fazer o cadastro no site e tudo o mais, e Dante receberia os convidados. Maas, ao invés de colocar Carne de Gaivota no cardápio, como combinado, Leitão colocara Carne Humana. E não é que alguns loucos se interessaram?

Aos olhos dos rapazes (pelo menos de alguns deles) aquilo era loucura, mas o dinheiro que ganhariam numa noite já pagaria o que deviam de aluguel, e ainda sobraria um pouco. Se não fizessem isso, teriam que voltar para Pingo D’água, e isso estava fora de cogitação. E, além do mais, onde eles encontrariam carne humana? Precisariam matar alguém, ou se aproveitariam do estágio de Miguel e roubariam um corpo?

Que tipo de pessoa paga três mil reais para comer carne humana? – página 126

Depois disso, tudo só piora, acreditem. O tal jantar secreto acaba dando certo, e os garotos continuam com a gastronomia exótica de carne humana, atraindo cada vez mais clientes, ganhando mais dinheiro, e se afundando tanto que ultrapassam até o fundo do poço. Miguel era contra tudo, mas, com a mãe doente, ele precisava de dinheiro, e não tinha escolha. Hugo e Leitão estavam adorando aquilo tudo (já dá para se ter uma noção de suas personalidades, né?) e Dante ficava em cima do muro. A verdade era que Dante estava contra no início, mas ganhar tanto dinheiro o fez entrar de cabeça no negócio, e, após conseguirem sócios que faziam todo o trabalho pesado (conseguir os corpos), as coisas pareceram mais fáceis para o quarteto.

Gostar dos personagens é tarefa impossível, até mesmo de Dante e Miguel, que pareciam os mais responsáveis e “bons” no início.  Mas, ao longo do livro, até mesmo eles são corrompidos, e as coisas que fazem, que pensam, e as coisas que não fazem, me fizeram torcer para que todos tivessem o que mereciam. Os motivos que os levaram (todos eles) a fazer o que fizeram não são compreensíveis, e, a partir disso, o leitor já pode ter uma ideia do que vai encontrar depois.

Carne humana vicia. Isso eu deveria ter dito, mas não disse. Pelos trinta mil reais, preferi o silêncio. – página 78

Nunca tinha lido nada do Raphael antes, mas tinha curiosidade de conhecer suas obras, principalmente porque eu sempre via coisas maravilhosas a respeito de seus livros. E eu não sou muito fã do gênero que ele escreve, essa coisa toda de mistério, suspense e.... bem, carne humana, não é comigo. Mas eu fiquei tão curiosa quando soube do livro pela primeira vez, e tão animada quando ele chegou (a diagramação está linda, sério!), que mergulhei de cabeça na leitura.

A escrita do autor me pegou de jeito, e a forma como ele escreve (sem pudores, criticando tanto a hipocrisia dos “comedores de carne” quanto várias outras coisas) me deixou surpresa, e presa à história. Gostei também de uma parte do livro, em que os personagens conversam através de mensagens no WattsApp, e, mesmo que algo antiético estivesse acontecendo no momento, achei muito engraçado. Algumas partes também contêm cartas de Leitão para a mãe dele, o que é uma coisa interessante, mas eu não vou falar o por quê. Rá! 

Gostei das personalidades dos personagens também, da forma como a amizade deles vai se desfazendo e eles vão ficando cada vez mais distantes uns dos outros por conta do novo “negócio”. Vê-los em confronto também foi interessante de se acompanhar, e, mesmo sendo difícil ler um livro sem um mocinho (para quem nós torcemos quando não tem mocinho?), eu estava doida para chegar ao final e ver o que ia acontecer.

O autor caprichou, sem mais. As cenas de ação são absurdamente incríveis, e uma delas inclusive me fez rir (apesar de ser uma coisa horrível de se fazer, considerando o assunto principal do livro), pois foi uma combinação de humor macabro com músicas de Taylor Swift, Stevie Wonder e Mariah Carey. Como nos filmes de terror, onde os psicopatas e seriais killers matam geral enquanto ouvem ópera.

O final teria me deixado surpresa, não fosse eu ter cogitado aquela hipótese várias vezes durante a história...hehe’ quase, hein? Ainda assim, foi impressionante, e um pouco revoltante também...hehe’ Estou doida para ler Dias perfeitos e O vilarejo agora.

O mundo continuava o mesmo, mas eu havia mudado. – página 353



17 comentários

  1. Oi, Dryh!
    O livro é muito bom! Não imaginava aquele final, fiquei bem surpresa coma revelação final, mas ao mesmo tempo não. Não sei. O personagem já dava vários indícios de que não batia bem da cabeça e os acontecimentos foram apenas consequências disso.
    Muito feliz que você tenha curtido o livro, assim tem mais divulgação desse autor tão bom que temos no Brasil. o/
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Já conheço a escrita do autor e admiro muito o trabalho que ele consegue desenvolver em suas obras. E claro, eu adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro. É um título que já esta na minha lista de desejados, desde que soube do seu lançamento, e depois porque só leio bons comentários, assim como na sua resenha, que me deixou ainda mais motivada e instigada para conhecer essa trama, que parece ser bem envolvente, heim?! Acho que irei adorar e não vejo a hora de ter meu exemplar em mãos!
    Boas leituras :)
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Dryh, tenho curiosidade para ler alguma coisa do autor, mas como você, o gênero que ele escreve, não é o meu favorito, na verdade, até corro dele... rs Acho a coragem deste enredo amedrontadora e não começaria por ele, mas sei que tem agradado muita gente.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oie! Tudo bem!? Nunca li nenhum livro do autor, e eram poucos que me chamavam a atenção, mas esse principalmente pela temática me fez querer compra-lo na hora, espero realizar a leitura dele logo logo, já que sou medrosa para assistir algum filme ou série com a temática, vou ler o livro! kkk
    Bjss

    ResponderExcluir
  5. Oiee, ja vi algumas resenhas sobre a obra e confesso que não me interessei nem um pouco pela obra, e até por que não vi motivos ou explicações para o fato do que eles fazem..

    bjs jany

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Dryh,
    Tenho vontade de ler o autor, mas vi uma situação que ele não aceitou muito bem quando uma pessoa disse não ter interesse em ler uma obra dele, e fiquei meio cismada com ele. rsrsrsrs
    Acho a trama interessante e você me deixou curiosa sobre esse final, até imagino qual seja.
    Acho que as motivações deles para criar o jantar é aceitável, mas dai por carne humana já é algo bem questionável e logo já indica algum problema. rsrsrs

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  7. Menina! Esse cara é incrível e me deu uma alegria saber que vc gostou. Eu já li todos e só falta esse, meu favorito é Suicidas que é o primeiro livro dele.
    Adorei saber que gostou e saber um pouquinho mais da história e breve eu vou ler!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi.

    Conheci a escrita da Raphael Montes essa semana, quando li "O Vilarejo" e estou apaixonada. Preciso ler outros livros dele urgentemente. Estou com "Dias perfeitos" para ler, e já é uma das leituras de fevereiro. Não sei quando vou poder ler "Jantar Secreto", ainda preciso comprar. Só espero que não demore muito.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Dryh!

    Eu preciso muitoooo ler esse livro. Eu já li O Vilarejo do Raphael e adorei e agora quero muito ler isso. Ele escreve mesmo sem pudor algum, o que deixa a obra super original. Adorei a sua resenha e eu espero muito poder ler logo, aproveitar uma promoção. Hahaha. Parabéns pela resenha!

    beijocas! :)

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Já vi muitas resenhas deste livor, e todas elas positivas. Vejo que o autor resolveu inovar, e trazer algo bem mais sangrento e diferente dos demais lançamentos. Adorei conferir em sua resenha um pouco mais desta história, e me encantei pelo livro, pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  11. Do raphael só li ate agora "o vilarejo" e detestei, mas a sinopse de dias perfeitos chama tanto a minha atenção que eu tive que dar outra chance ao autor, e quero ler o livro em breve e se gostar lerei jantar secreto

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Eu adoro os livros do Raphael e este sem dúvidas alguma se superou. Eu confesso que não esperava aquele final, sério que nunca imaginei aquilo. Mas gostei muito e fiquei vidrada o tempo inteiro no livro, aliás que escrita maravilhosa a desse homem né? Nos envolve completamente.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  13. Oieee...
    O Jantar Secreto foi o primeiro livro que li do Raphael Montes e já quero ler todos os outros!
    Amei a escrita do autor, e o enredo desse livro é simplesmente incrível!
    Me prendeu do início ao fim com cada confusão em que eles se metiam, cada vez mais imersos na produção dos tais jantares.
    Raphael me ganhou como superfã! hehehe
    Um beijo!!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Dryh, tudo bem?
    Eu, sempre quis ler algo do Raphael e tive minha estréia com vilarejo, que é um livro excelente de contos. Eu adorei a escrita do autor naquele livro e já quero mais de seus livros. Não sabia NADA sobre esse livro e ao saber um pouco mais, ficou loooouco para lê-lo. Carne humana, sério? =O
    Que venha O Jantar Secreto para minha meta de leitura!

    ResponderExcluir
  15. Eu jpa li outro livro do rafael e gostei muito da escrita dele. Esse, porém ainda não tive oportunidade.
    Pelo que consigo entender da história, ele é bem.. eca! Essa coisa de carne humana. Beijos

    ResponderExcluir
  16. Helloo, tudo numa nice?!
    Eu conheço a escrita de Raphael por lê-lo e posso atestar que ele é arrasador e gosta de escrever estórias bem chocantes. Li Dias Perfeitos e considerei uma awesome leitura. *-* Só não sei se tenho estômago para ler esse. Carne humana? Parece perturbador.
    Mas que bom que gostou.
    Beijin...

    ResponderExcluir
  17. Eu li Dias perfeitos e terminei a leitura abismada com o final. Odiei alguns personagens, mas amei outros. De fato, esse livro é a minha leitura pra o ano de 2017. Por se tratar de canibalismo, um tema que ainda sim é um tabu social. Inclusive esta obra ganhou algum prêmio, que n lembro agr.

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...