Eu te darei o sol

Título: Eu te darei o sol
Autora: Jandy Nelson
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
Edição: 1
Lançamento: 2015
Sinopse: Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia. Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém. 
Resenha


Noah e Jude eram inseparáveis quando crianças, faziam tudo juntos e compartilhavam o mesmo dom: o artístico. Mas, ao longo dos anos, Jude foi passando cada vez menos tempo com o irmão gêmeo, que estava sempre com um bloco de desenho nas mãos, treinando para o dia em que entraria para a Escola de Arte da Califórnia, seu sonho.

Os dois têm personalidades totalmente contrárias, mas em uma coisa são iguais: ambos são competitivos. Essa competitividade, inclusive, os fazem destruir e machucar um ao outro o tempo todo, e, também, acaba por separá-los. Além de competitivos, eles também sentem inveja um do outro grande parte do tempo, principalmente em relação às pinturas e desenhos de Noah, e às esculturas de Jude.

É sempre assim: duas pedras, dois papéis, duas tesouras. Quando não nos desenho assim, eu nos desenho como pessoas pela metade. – página 26

Bom, o livro é contado tanto por Noah quanto por Jude, mas em tempos diferentes. Com treze anos, Noah era o garoto estranho que não falava com ninguém e via o mundo colorido, e Jude era a garota extrovertida que, a cada dia que se passava, encurtava o tamanho de suas roupas. Foi por esse Noah que eu me apaixonei, e essa Jude eu odiei. Com dezesseis anos, através do ponto de vista de Jude, tudo se inverte. Ela é estranha, obcecada com a bíblia da avó morta e doenças, e Noah é popular, namora garotas (esqueci de mencionar antes que ele descobriu ser homossexual com 13) e salta de penhascos sem medo algum.

Acabou que, no fim, eu adorei os dois personagens. É claro que a Jude de treze anos e o Noah de dezesseis me tiravam do sério algumas vezes, mas é impossível não tentar entende-los, principalmente pelo fato de terem perdido alguém muito importante na vida deles, o que tirou o chão de ambos. Mas Noah ainda é o meu favorito, principalmente quando ele conheceu Brian, um vizinho com quem ele caçava meteoritos e por quem ele se apaixonou. Essas partes eram as minhas favoritas.

“Você não escolhe quem ama, não é?” – página 295

Confesso que não estava muito animada para ler esse livro, mas como ele estava por cima da pilha dos não-lidos, acabei pegando-o. O início da história não me animou muito, fui engatar de verdade lá pela página cem, e então, não conseguia mais parar de ler. A escrita da autora é tão profunda, intensa, sensível e poética que eu me senti presa no livro (no bom sentido), e cada vez mais próxima dos personagens. Pude sentir a angustia dos dois, seus medos e a culpa que sentiam por tudo o que aconteceu. E a dor. A dor da perda não só pela pessoa que eles amavam ter morrido, mas também por terem perdido um ao outro.

Às vezes, quando se surfa, você pega uma onda e percebe que está “sem chão”, e de repente, sem aviso, você se vê caindo diante da parede de água. Sinto-me assim. – página 216

Enfim, não tenho palavras para descrever o quanto eu gostei desse livro, pois acho que não conseguiria expressar aqui tudo o que eu senti ao lê-lo. É emocionante, é triste, mas consegue nos fazer sorrir diante de algumas cenas (eu sei que sorria sempre que Noah e Brian estavam juntos, ou Jude e Oscar). É o tipo de livro que consegue nos tocar lá no fundo e nos trazer aquela felicidade imensa quando acaba bem. Por mais que já imaginasse como o final poderia ser, ainda assim a autora conseguiu me surpreender. Fechei o livro com um sorriso bobo nos lábios e já sentindo saudades dos personagens.

Enfim, Eu te darei o sol foi uma surpresa e tanto, e quase entrou para os meus favoritos. Não fosse o fato de o início ser um pouco devagar, ganharia um coraçãozinho. Algo me diz que Noah e Jude não vão sair da minha cabeça por um tempo, pois essa é uma daquelas histórias que, mesmo quando acabam, ficam com a gente por um bom tempo. E eu realmente espero que fique.

Ninguém lhe diz o que é o fim completo, nem quanto isso dura. – página 300

  

37 comentários

  1. Que resenha linda,confesso que não conhecia essa obra mas agora com essa resenha fiquei curiosa sobre esse livro...parece muito interessante,anotando na minha agenda para não esquecer haha
    bjoss
    danisilva7.wix.com/ldsonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Danni ♥ espero que você goste do livro :)

      Excluir
  2. Ownnnnn parece tão bonitinho *.*
    Eu curto livros adolescentes que sejam bonitos, por isso esse me chama atenção desde que a NC lançou. Bom saber que ele não decepciona! Mesmo que o começo seja arrastado.

    Blog Mundo de Tinta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste do livro, Agatha ♥

      Excluir
  3. Oi Dryh... que bom que gostou do livro, mesmo engantando depois das 100 páginas... li algumas resenhas bem negativas e controversas desse livro... percebi que temo um passado e presente entre os protagonistas e que eles crescem no decorrer da narrativa... que bom que curtiu... assim a resenha ficou empolgante, talvez o livro não seja de todo ruim como li por ai... Xero!

    ResponderExcluir
  4. Eu tentei ler o livro mas a leitura não rolou. Não cheguei na página 100, mas ler sua resenha e ver que você teve o mesmo problema com o inicio mas que depois a leitura te ganhou me fez ficar com vontade de dar mais uma chance a ele - vai que o mesmo aconteça comigo também...
    Já tinha tirado ele da lista pois achei que não seria um livro para mim, mas vou fazer mais uma tentativa. Espero gostar dessa vez :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que pena, Lica. Quem sabe a segunda vez não é a da sorte? haha' me conta depois se gostou, caso o leia novamente :)

      Excluir
  5. Olá!
    eu também não gostei do começo da história e até pensei em desistir, mas depois a história me pegou e não consegui largar mais. É uma história intensa com uma mensagem linda. A autora escreve super bem e sabe ganhar o leitor.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Acho tanto a capa quanto o conteúdo fantásticos. Esses blogs e canais ficam influenciando meu bolso a se esvaziar, viu? hahahaha Acho que diferente de você, eu pensaria seriamente em desistir... 100 páginas pra só então engatar? Mas, como vejo muita gente falando bem, vou me lembrar de não abandonar.
    -Mari

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha' pois é, ainda vou ficar com saldo negativo um dia *-*

      Excluir
  7. Confesso que eu queri muito ler este livro, mas depois da sua resenha eu NECESSITO! rs
    Fora que gostei do modo como você escreve e seu blog é fofo e tem um nome diferente, gostei!
    Parabéns!
    Beijinhos Carina.

    carinapontes.com

    ResponderExcluir
  8. Já havia lido algumas resenhas sobre o livro, algumas muito boas e outras nem tanto. Ainda teria receio de lê-lo no momento, mas sua resenha me aguçou um pouco a curiosidade... quem sabe um dia eu o leia?

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quem sabe, né? Bom, espero que você goste dele ♥

      Excluir
  9. Amiga eu ainda não li esse livro. Alguns disseram que ele é muito bom e outros nem tanto pelas resenhas que pude ler por ai. Mas espero ter a chance de ler os da novo conceito esse ano, porque as meninas que resenharam no blog pra mim ano passado rs

    Mas mesmo assim espero gostar da estória, até porque me parece ser um livro muito bom pelo que tu falou e espero que a narrativa seja boa, porque quando é daqueles de dar sono ainda mais sendo um livro grande, eu fico com tédio -.-

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/12/resenha-delirio.html?m=0

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o começo é um pouco cansativo, Sil, mas depois engata legal ♥

      Excluir
  10. Olá Dryh,
    Lembro que vi um vídeo da Paola do Livros & Fuxicos falando que esse livro é fantástico e não sabia que era tudo isso. Acho que, quando eu ler, também não vou me esquecer dos personagens, pois parece ser uma história bem marcante.
    Infelizmente, o começo é lento e isso desanima um pouco, mas, acho que vale a pena.
    Adorei sua resenha e espero gostar do livro.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também acho...haha' espero que você goste do livro, Bruna ♥

      Excluir
  11. Parece ser uma história bem sensível e emocionante, espero poder ler esse ano ainda. Pena que a leitura é lenta no início, odeio quando isso acontece. Que bom que você não desistiu da leitura, né? rs
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é...haha' não consigo abandonar livros *-* espero que você goste da história, Dessa ♥

      Excluir
  12. Oi eu te darei o sol foi uma das leituras mais marcantes que eu fiz o ano passado, a história é muito bonita, profunda e altamente reflexiva.
    Além de ser interessante e divertida, acho que tudo o de melhor que uma leitura pode agrupar.
    Que bom que você curtiu o livro, porque ele merece *__*
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz que você também tenha gostado, Kris ♥

      Excluir
  13. Achei muito interessante essa história de conflitos entre irmãos. Também gostei do fato de o livro ser narrados por ambos, pois assim podemos ter um pouco da visão de cada um, embora, como você disse, isso ocorra em épocas de vida diferentes. Olha, fiquei com vontade de ler esse livro! :)

    ResponderExcluir
  14. Oi flor, tudo bem? Confesso que não tenho muita vontade de ler esse livro não, e o fato de sempre dizerem que o começo é arrastado me desanima mais ainda. Não sei se algum dia irei lê-lo, mas quando você e outros dizem que os dois personagens são marcantes, que a história deles é triste, dramática e sensivel, fico curiosa. Quem sabe né?


    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que pena, Simeia :/ mas quem sabe um dia, né?

      Excluir
  15. Olá Dryh, adorei a resenha, não conhecia ainda o livro, mas pelas suas palavras dá para notar que apesar do começo ser meio difícil de engrenar, depois dali você se apaixonou e conectou totalmente com os personagens.
    Eu adoro quando leio um livro que me passa sentimentos, e que ao terminar deixa aquele gostinho de saudades.
    Parabéns por transpôr pra nós todas essas emoções.
    Beijos.

    Giuliana

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Eu li O céu está em todo lugar e confesso que não gostei muito, e esperava algo diferente do que o livro se mostrou. Mas, independente disso, eu curti a escrita da Jandy, e as resenhas que andei lendo desse livro me despertou a curiosidade, e espero poder lê-lo logo.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que pena :/ sou doida para ler "O céu está em todo lugar" *-* espero que você goste de "Eu te darei o sol" :)

      Excluir
  17. Oi Dryh, tudo bem?
    Li esse livro assim que foi lançado pela NC e assim como você achei o início da história bem devagar e por esse motivo perdeu um pontinho comigo. Contudo a história me cativou no decorrer das páginas e os personagens foram me ganhando na medida que ia conhecendo mais seus medos e dilemas. Com certeza esse é um livro para ser lido sem pressa, dessa forma o leitor terá uma leitura mais proveitosa e entenderá o sentido da trama.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  18. Só eu acho a capa muito feia? rsrs
    Eu ainda não tive vontade de ler esse livro por conta dela! Mas a sua resenha é a segunda que leio, e falando muito bem!
    Eu gosto desse tipo de trama, que sempre tem algo a nos ensinar. Parece sensível e profundo! Vou tentar ler esse ano!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ééé...poderia ser melhor...haha' espero que você goste do livro, Andréa :)

      Excluir
  19. Oi, Dryh.
    Li muitas resenhas positivas acerca dessa história. É dos livros que eu gosto de ler, dá uma lição para o leitor.
    Os personagens aparentam ser maravilhosos, principalmente o Noah. Fiquei curiosa em saber sobre o que ocorrei para que a Judi mudasse tanto.
    Adoro histórias com narração alternada e passagem de tempo.
    Amei sua resenha.

    Beijocas,
    www.segredosentreamigas.com.br

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...