Dark House

Titulo: Dark House
Autora: Karina Halle
Editora: Única
Páginas: 352
Edição: 1
Lançamento: 2014

Sinopse: Há sempre algo fora do normal em Perry Palomina. Embora ela esteja vivendo uma crise ao passar pela síndrome pós-faculdade, assim como qualquer garota de vinte e poucos anos, ela não é o que chamaríamos de comum.Perry possui um passado que prefere ignorar, e há também o fato de que ela consegue ver fantasmas. Tudo isso vem a calhar quando se depara com Dex Foray, um excêntrico produtor que está trabalhando em um webcast sobre caçadores de fantasmas.Dex, que se revela um enigma enlouquecedor, arrasta Perry para um mundo que a seduz e ameaça sua vida. O farol de seu tio é pano de fundo de um mistério terrível, que ameaça a sanidade da moça e faz com que ela se apaixone por um homem que, como o mais perigoso dos fantasmas, pode não ser o que parece.



Resenha

Perry nunca foi uma pessoa totalmente normal. Quando pequena, ela tinha diversos amigos imaginários, na adolescência, ela era gordinha e sofria por isso, chegando a usar todos os tipos de drogas, e agora, ela tem sonhos assustadores. Perry não está feliz com a vida que leva, trabalhando de recepcionista quando poderia ter o emprego dos sonhos, sozinha quando poderia ter um namorado ou marido que a amasse. Perry sente que algo está faltando, mas não sabe o quê.

Durante uma festa, enquanto visitava seu tio que morava perto da praia, Perry encontrou o farol que sempre estava presente em seus pesadelos, e ao adentrar o lugar, deu de cara com Dex, um rapaz misterioso que acreditava em fantasmas e que estava lá justamente por isso. Alguns dias depois, ele a convida para participar de um webcast, criado pelo próprio Dex, onde eles investigariam o tal farol em busca de fantasmas.
Definitivamente não era um sonho. Dex era real; a proposta era real. E lá no fundo eu sabia que eu tinha de ser parte disso, não importava o que acontecesse. – página 118
Perry é uma personagem que deixa a desejar; ela não está feliz e mesmo assim não faz nada para mudar a situação. Fica comparando sua vida com a de sua irmã mais nova, que com quinze anos tem tudo o que Perry sempre quis e nunca teve. Ela decide confiar em Dex e mergulha de cabeça na proposta.
Dex é um rapaz misterioso que muda de humor muito rápido; num momento ele está com um sorriso sarcástico no rosto e brilho nos olhos, no outro, com uma carranca assustadora. Quando encontrou Perry, ele viu uma oportunidade de ter audiência e de provar que estava certo, de que as lendas que rondavam pela cidade sobre o Velho Roddy eram verdadeiras.

Uma coisa que me fez ler ainda mais rápido e gostar ainda mais do livro foi o romance que foi surgindo ao longo das páginas. Romance da parte de Perry, que se sentia cada vez mais atraída por Dex, mas ele tinha uma namorada modelo do tipo Barbie que a fazia parecer uma boneca de pano.
Independentemente de maldições malignas, Velho Roddy ou Palhaça Decrépita Bizarra, me apaixonar por esse homem seria a coisa mais assustadora de todas. – página 223
Não sou fã de livros de terror, mas Dark House me pareceu muito interessante, e mesmo vendo várias notas baixas e resenhas negativas sobre ele, decidi arriscar. No inicio eu empaquei um pouco, não conseguia gostar dos personagens nem da história, mas lá pela metade, não conseguia mais parar. A autora conseguiu deixar na medida certa, com acontecimentos que me deixaram de cabelo em pé, mas o final não foi nem um pouco como eu esperava, foi bem fraco, e isso me desapontou um pouco.
No final, eu gostei muuito do livro, fiquei curiosa para saber o que acontecerá a seguir e os caminhos que os protagonistas vão tomar. Mal vejo a hora de ler o segundo livro! 
De certa forma, ao lidar com os mortos, eu nunca havia me sentido tão viva. – página 223
MilkMilks
Dryh Meira

12 comentários

  1. Não conhecia esse livro ainda, mas cara, amei o nome e a resenha! Sério, fiquei com MUITA vontade de ler hihi ♥
    Um beijão <3
    docesexpressoes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eba, fico feliz que você tenha gostado, Ellen ^^

      Excluir
  2. Oi Dryh tudo bem??

    Finalmente uma resenha deste livro, estava muito afim de ler algo sobre ele porque vi a sinopse em alguns blogs e tal!
    Adorei a resenha, principalmente porque você mostrou muito bem o ponto forte e o ponto fraco do livro, mas que bom que gostou dele, num geral!

    Eu acho que odiaria a protagonista, não gosto desse tipo de personagem fraca e desanimada kkkkkkk mas o tal Dex parece interessante e com uma namorada barbie deixa tudo melhor ainda, ja que sempre as protagonistas que encantam o mocinho logo de cara e tal!

    Sobre o fato do livro ser suspense e terror, achei meio leve demais, mas pode ser impressão ou o primeiro livro que parece focar mais nos personagens e em seus problemas que no terror em si!

    Boa resenha, fiquei afim de ler e curiosa!

    Beijooooooooooo

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk' elas desanimam né? Pode ser que o segundo livro aprofunde mais os mistérios e tals, mas como eu sou um pouco medrosa, gostei muito do terror aqui...haha'

      Excluir
  3. Parece ser uma história que eu gostaria de ler ainda mais agora que estou me aventurando nesse gênero!
    Fiquei curiosa e mesmo sem ler já me identifiquei com a insatisfação da Perry com a vida kkk
    Beijos,

    Amanda
    www.divaliterario.com.br

    ResponderExcluir
  4. Para mim o único ponto realmente negativo foi a resolução do caso do farol. Algo me incomodou naquela velocidade, e não sei bem o que foi. No mais o livro diverte e até cumpre um pouco da proposta que traz.
    Vamos esperar - ansiosos - pelo segundo para ver se amarra as pontas, né?!

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. essa parte a autora passou voando mesmo, mas eu acabei gostando ^^

      Excluir
  5. Ja começou me chamando a atenção com

    Perry nunca foi uma pessoa totalmente normal. Quando pequena, ela tinha diversos amigos imaginários, na adolescência, ela era gordinha e sofria por isso, chegando a usar todos os tipos de drogas, e agora, ela tem sonhos assustadores.

    conclusoesnoturnas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Dryh, que bom que o risco valeu a pena não é mesmo? Eu ainda não o li, mas pretendo me arriscar assim como você, apesar que não li tantas resenhas negativas devo falar a verdade.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é mesmo...haha' espero que você goste dele, Rose ^^

      Excluir
  7. Ja ouvi falar muito bem desse livro. Fiquei curiosa apesar de nao ser fã do gênero!

    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...