A menina que semeava

Titulo: A menina que semeava
Autor: Lou Aronica
Editora: Novo Conceito
Páginas: 416
Edição: 1
Lançamento: 2013
Sinopse: Chris Astor é um homem de seus quarenta e poucos anos que está passando pelo mais difícil trecho de sua vida. Ele tem uma filha, Becky, de 14 anos, que já passou imensas dificuldades até chegar a se tornar uma moça vibrante e alegre, mas que parece que terá que enfrentar mais um grande problema em sua vida. Quando Becky era pequena e teve câncer, Chris e ela inventaram um conto de fadas, uma fantasia infantil que adquiriu vida e tornou-se um terrível, provavelmente fatal, problema. Agora, Chris, Becky e Miea (a jovem rainha da fantasia criada por pai e filha) terão que desvendar um segredo: o segredo de por que seus mundos de fantasia e realidade se juntaram neste momento. O segredo para o propósito disso tudo. O segredo para o futuro. É um segredo que, se descoberto, irá redefinir a mente de todos eles
Resenha
“- Você permitiu que nós existíssemos.” – página 96

Chris é nosso protagonista. Sua filha teve leucemia quando era pequena e isso acabou separando-o de sua esposa. Becky se curou, mas foi se tornando um pouco amarga com o passar do tempo, pois ainda não aceitava ver seus pais separados. Chris vê a filha poucas vezes por mês, e isso o deixa muito abalado, pois ela é a maior alegria de sua vida e parece não suportar estar ao lado dele.

Já tinha começado a ler esse livro antes, mas não estava nem um pouco a fim de lê-lo, então o deixei no canto e fui ler outros livros. Peguei A menina que semeava por causa da Maratona Sou Doideira, e fico muito feliz ao dizer que é um livro maravilhoso e muito tocante.

Quando foi descoberto que Becky estava doente, seu pai criou com ela Tamarisk, um mundo belo e diferente onde ela poderia fazer o que quisesse e não ficava doente, era o lugar perfeito para esquecer os problemas. Com o passar do tempo, Becky foi crescendo e esquecendo Tamarisk, até o dia em que se cansou de inventar histórias.

O autor criou dois mundos, o que conhecemos como nosso e Tamarisk, que realmente existe, e que é governado por Miera, que recentemente perdeu os pais num acidente. As coisas por lá não estão nada boas, uma praga anda destruindo plantações e ameaça a saúde de todas as pessoas e seres vivos que lá vivem, e a rainha não sabe o que fazer, até que Becky descobre poder atravessar uma “passarela”, e chega até Tamarisk.
“Sozinha em seus aposentos, sozinha em seu reino, sozinha no Universo, Miea procurou desesperadamente alguma outra solução.” – página 77 
O livro de inicio me deixou um pouco confusa, principalmente na parte mágica da história, mas logo consegui pegar embalo e só parei de ler quando terminei. Encontrei alguns erros de ortografia que me desanimaram um pouquinho, mas não são nada graves.
Os personagens me encantaram, com exceção dos pais de Becky. Chris faz de tudo para deixar a filha confortável, mas parece estar fingindo o tempo todo que tudo ficará bem quando todos sabem que não está, mas ver que ele se importa muito com a filha me fez gostar pelo menos um pouquinho dele. Polly era uma mulher chata e amarga, ver a filha com o pai a deixava irritada no mesmo instante, e como “vingança” ela ignorava Chris e fazia de tudo para colocá-lo para baixo.
As únicas que se salvaram foram Becky e Miea, ambas sonhadoras e corajosas, como se já não bastasse serem as peças mais importantes da história.

Não tem como explicar corretamente o que acontece no livro, como o autor disse no final, cada um interpreta de uma forma, e espero não ter confundido todo mundo *-*
Resumindo: a história é mágica e tem um toque de realidade, tem personagens insuportáveis e personagens que te encantam já na primeira fala; não tem momentos engraçados (infelizmente), mas tem “cenas” tristes o tempo todo. É um livro triste, mas não me fez chorar, só refletir.
Como disse antes, o inicio é um pouco cansativo e confuso, mas quando você engata na leitura, não pára mais.

Esse foi um dos livros que eu li durante a I Maratona Literária, mas só consegui postar a resenha hoje. Música escolhida da Maratona Sou Doideira para este livro: Dream - Priscila Ahn.

MilkMilks
Dryh Meira

11 comentários

  1. Oie, DriH.

    Nunca tive grande interesse em ler esse livro e a sua resenha me deixou mais ainda com um pé atrás com ele. Tenho tantos livros pra ler que acho que esse eu irei passar.

    Visite: Paradise Books

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quem sabe você não acaba lendo ele um dia, né?! Mas espero que goste, sinceramente :)

      Excluir
  2. Olá, Dryh! Eu gosto deste tipo de livro, que não nos faz chorar, mas nos faz refletir, gosto até mais dos que nos fazem chorar, mas não refletir rs Eu estou atrás de "A Menina Que Semeava" há muito tempo, especialmente pela capa, mas nunca comprei com medo de que fosse ruim. Mas agora vou tratar de comprar, quero me envolver nessa magia melancólica também :x
    Parabéns pela resenha, ficou muito boa!
    Beijos!

    bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a capa é linda não? eu não o compraria, sinceramente, mesmo depois de saber como é a história e de ter gostado *-*

      Excluir
  3. Achei bem diferente esse livro. Parece um drama misturado com fantasia. A capa é muito linda. Gostaria de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é uma mistura dos dois gêneros mesmo, Monica :)

      Excluir
  4. Adorei a resenha! Foi a primeira que li sobre o livro, e me interessei muito. A capa em si é muito atrativa.
    Beijos
    aculpaedosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Li esse livro há algum tempo e, como você bem disse, depois que o início passa e tal, a leitura começa a engatar bacana. Eu gostei do livro, da ideia do autor, de alguns personagens, mas senti que faltou uma melhor abordagem da doença da garota. Poxa, ela estava doente, bem doente, e eu queria que todo o estado clínico dela recebesse mais atenção (poderia até não ser o desejo do autor, mas era o meu HAHA, gosto de um drama). Fora isso, gostei do livro, é uma leitura válida (:

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk' realmente o autor poderia ter criado mais drama :/

      Excluir
  6. Oi.
    Sempre tive curiosidade em ler este livro, mas ainda não tive oportunidade e espero le um dia.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oie...
    Estou super ansiosa para comprar esse livro... não o conhecia... parece ser muito bom... a história me lembra um pouco o filme A Vida é Bela pelo fato de tentar tornar uma coisa ruim em uma brincadeira fantástica

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...