O destino escolheu você

Oiee pessoas, como vocês estão?
Não sei vocês, mas eu não acredito muito em destino. Ainda assim, fiquei muito feliz (e curiosa, porque um pouco de curiosidade nunca matou ninguém [espero]) quando fui selecionada para ser leitora beta do livro O destino escolheu você, da Beatriz Cortes e Duda Razzera. O livro deve ser lançado logo no Wattpad, mas, enquanto isso, bora conhecer a história de Gabi e Gustavo?

Título: O destino escolheu você
Autoras: Beatriz Cortes e Maria Eduarda Razzera
Lançamento: 2017
Publicação em: Wattpad (leitura Beta)
Páginas: 235
Sinopse: “Gabriela é uma renomada diretora de cinema e Gustavo, um aspirante a ator e advogado. Quando Jonas, o mentor de ambos adoece, o destino trata de colocá-los frente a frente em um projeto. Mesmo em meio à tantas diferenças, eles precisam embarcar nessa jornada juntos por amor a única coisa que eles têm em comum: a arte. Entretanto, um acontecimento inesperado em seu caminho provoca um turbilhão de emoções que reabre antigas feridas. Quantas vezes nos sentimos identificados com um filme, uma peça de teatro, o personagem de um livro, ou qualquer representação da arte sobre a humanidade em todos os seus aspectos? ‘A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios’ e Gabriela e Gustavo aprenderão isso da maneira mais difícil.”

Resenha


Sei que, em algum momento, o destino me colocará no caminho certo. Eu sei que irá. – página 8

Gabriela é uma renomada diretora e produtora de cinema, já ganhou diversos prêmios nacionais e internacionais com suas produções, mas, diferente da vida profissional, na pessoal ela não tem muito êxito. Quando seu mentor adoece e deixa para ela a função de dar aulas de teatro para sua turma, ela conhece Gustavo, um aspirante a ator que a tira do sério e que, ao longo do tempo, a faz perceber o quanto ela estava perdendo ao focar apenas no árduo trabalho.

Talvez o destino tenha nos unido para curar nossas almas e nossos corações – página 165

Advogado que praticamente odiava seu trabalho, Gustavo fazia aulas de teatro e testes para comerciais, ao mesmo tempo em que tentava lidar com sua ex-namorada alcoólatra e fazê-la entender o mal que a garota causava a si mesma. Tentando recuperar-se de uma tragédia que havia assolado sua vida há alguns anos, Gustavo estava sempre de bom humor e amava atuar. Ele só não amava que a nova professora ficasse pegando no seu pé, ou até mesmo se achando só porque era jovem e já tinha feito muita coisa na vida. Nem sempre o dinheiro e o sucesso são tudo, né?

Para alguém que sempre havia ficado preso em relacionamentos tentando trazer segurança para o outro lado (com sua ex foi assim), eu achei que Gustavo sabia muito bem o que queria para si, e mesmo que ainda estivesse sofrendo com as perdas de seu passado e tivesse um trabalho (advogar) pelo qual não nutria muitos amores, senti que ele era bem mais resolvido que Gabriela, que parecia ter tudo. Mas, diferente dela, Gustavo tinha pais que o apoiavam, tinha amigos e não guardava tudo para si, e à medida em que vão se conhecendo (era inevitável!), ela vai percebendo isso.

No início foi difícil gostar de Gabriela, e acredito que essa tenha sido a intenção das autoras. Ela só queria subir e subir, alcançar o topo e conquistar ainda mais sucesso para provar alguma coisa. Mas ela não era feliz, não tinha amigos, não falava com a família e seu último romance (um casamento que não deu certo e que terminou em tragédia) a havia deixado temerosa de tentar novamente. Mas o que fazer quando um homem incrível com alma de moleque surge em sua vida, e derruba todas as suas barreiras? Seria quase impossível resistir, principalmente quando esse homem é um certo rapaz com fama de super-herói, por estar sempre tentando ajudar ou salvar alguém. Vai ser difícil para ela resistir, assim como será para todos nós, leitorxs.

Que droga estava acontecendo comigo? Ela era minha chefe. Aquilo não podia acontecer! Logo as pessoas iriam desconfiar e eu seria taxado de aproveitador porque ela é famosa e bem sucedida e eu, até então, era um ator novo e sem experiência que, de repente, ganhara a chance da sua vida. O famoso golpe da barriga na área profissional. Eu não queria ser a mulher grávida! – página 130

Além de apaixonante, o livro também é divertido. Diversas vezes me peguei rindo de alguma coisa que os personagens falavam, e em outras tudo o que queria fazer era entrar no livro e abraça-los (ou estapeá-los, dependendo de qual deles estava sendo bobo). Eu meio que adivinhei o que iria acontecer no final do livro, mas isso não estragou a leitura; pelo contrário, eu fiquei ainda mais curiosa para saber como as coisas chegariam até lá. Outra coisa que me fez gostar ainda mais do livro foi ver que, apesar de prometer somente um romance com personagens que são diferentes um do outro, o livro traz mais. Traz muito mais. Traz personagens que possuem suas inseguranças, suas dores, seus medos, personagens que almejam e buscam algo que nem eles mesmos sabem o que é (quem nunca?), e personagens que vão aprendendo a amar em meio às dificuldades. O destino escolheu você é mais profundo do que parece, e isso me alegrou.

O importante era começar, era estar no meio que escolhi. Era fazer arte, de alguma forma. Esquecia dos meus problemas, do trabalho, de Samanta, de tudo. Era ali que encontrava paz, era ali que estava meu coração. – p. 32

No geral, foi um livro que gostei muito, e foi uma história que me surpreendeu. Ainda assim, achei que o final (envolvendo um certo personagem chato que geral vai odiar) ficou um pouquinho forçado </3
Adorei conhecer Gabriela e Gustavo, e adorei mais ainda a história deles. Eu, leitora, ficaria MUITO feliz se caso um dia a história dos personagens secundários (Camila, Diego e até mesmo da Carolina – só posso mencionar que os dois primeiros são amigos de Gustavo e a terceira é uma atriz famosa) nos fosse contada em, não sei, outros livros...haha’

O destino me pregou peças, mais uma vez, só não sei se isso é bom ou ruim. – página 138

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...