Sangue por sangue

Oiee pessoas \0/

Voltei! haha' não sei se perceberam, mas eu sumi... O blog ficou um pouco abandonado, mas eu e o Heitor sempre dávamos um jeitinho de postar alguma coisa por aqui.
Li Sangue por sangue já tem algumas semanas, mas só agora consegui digitalizar a resenha (estava fazendo tudo à moda antiga) e postá-la. Como é o segundo (e o último) livro da duologia, a resenha contém spoilers do primeiro, Lobo por lobo :)

Título: Sangue por sangue
Autor: Ryan Graudin
Editora: Seguinte (cortesia)
Páginas: 440
Edição: 1 (e-book)
Lançamento: 2017
Série: Lobo por lobo #2

Sinopse: Para o Terceiro Reich, a Segunda Guerra Mundial pode ter acabado, mas para a resistência a luta está apenas começando. Yael é sobrevivente de um campo de extermínio e tem uma habilidade especial é uma metamorfa, capaz de mudar a aparência física e assumir a forma de qualquer pessoa. Ela também é uma garota em fuga o mundo acabou de vê-la atirar e matar Adolf Hitler. Yael é a inimiga número 1 da Germânia e de seus aliados, e vai precisar se infiltrar no território inimigo mais uma vez se não quiser pagar com o seu próprio sangue. Em meio a segredos sombrios acompanhados por verdades obscuras, apenas uma pergunta paira na mente de todos do grupo de Yael o quão longe você iria por aqueles que você ama.
Resenha 


Por que escolher ser despedaçado a sobreviver? - página 306

Hitler não estava morto. A missão de Yael era, desde o início, matá-lo, mas ele não estava morto. Ainda assim, a falsa morte foi o suficiente para dar energias à resistência, que se empenhou ainda mais para libertar o mundo do vermelho do Reich
Mas Yael ainda precisava fugir do Baile, o que seria muito difícil, visto que atirara no Führer e revelara sua identidade ao mundo. Sem contar que Luka parecia determinado a segui-la, e um Felix muito irritado buscava vingança, e também buscava sua família. Será que a guerra finalmente acabaria, ou a resistência cairia de uma vez por todas?

Se eu pudesse definir este livro em uma palavra, ela seria substituída por asteriscos. Sangue por sangue começa exatamente no ponto em que o primeiro livro parou. Mas foi muito além do que eu imaginei que iria. Se eu já gostava de Yael no primeiro livro, aqui ela se tornou minha heroína. E Luka não ficou muito atrás, apesar de eu achar que meu shipp #Lael afetou meu julgamento...haha'
A maneira como eles lutam para derrubar Hitler e seu império, mesmo sabendo que as chances de derrota são muito maiores que as de vencer, é incrível. 

Yael não era um monstro. Luka não era a próxima geração do nacional-socialismo. Eles eram o que o Reich mais temia. Uma garota judia e um menino alemão segurando o futuro e o passado de mãos dadas. - página 328

A autora soube desenvolver tudo muito bem, e o melhor é que, além de trazer a história no presente, ela dá uns pulos no passado e traz prelúdios e interlúdios dos personagens, o que me fez gostar ainda mais deles.
Assim como aconteceu com o primeiro livro, eu DEVOREI este. Mal via as horas passando, de tão entretida que estava. A escrita da autora é maravilhosa, e a narração é feita em terceira pessoa, o que normalmente não me agrada muito, mas desta vez, fiquei vidrada da mesma forma.

Ryan se superou, e superou também as minhas expectativas, que já eram altas. Estou mais do que doida para ler outros livros seus. Li o livro em e-book (cedido pela editora ♥), mas a edição estava linda e impecável, sem contar que as capas de ambos os livros são maravilhosas. Esta foi uma das melhores séries de ficção que eu já li, e, apesar de seu fundo catastrófico e triste por causa da Segunda Guerra Mundial, que no livro, nunca tinha fim, vai deixar saudades. Em especial de Yael e Luka, personagens favoritos!

Hitler, Himmler e Geyer - eles não a tinham criado. Tampouco a tinham quebrado. Mas Yael tentaria destruí-los com tudo o que havia dentro dela - luz do sol e sofrimento, vidas roubadas e morte na ponta de suas asas. - página 367

Sangue por sangue foi uma surpresa atrás da outra, e a autora conseguia me deixar mais e mais tensa, a ponto de quase chorar em algumas partes. Ainda não superei...hehe'
De início eu achava que esta era trilogia, ou até mesmo uma série, mas parece que serão apenas os esses dois livros. Ainda não quero dizer adeus para Yael e Luka, mas o desfecho não poderia ter sido melhor, e acho que não sobraram pontas para amarrar em um terceiro livro.

Ela não estava pronta, mas ficaria. Voltaria ao começo para encontrar um fim. (...) Estava a caminho de terminar o que tinha começado. - página 238

Enfim, Sangue por sangue foi capaz de fechar a duologia com chave de ouro, e a autora se tornou, mais uma vez, uma das minhas favoritas. Duologia mais que recomendada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...