#Partiu vida nova

Título: #Partiu vida nova
Autora: Leila Rego
Editora: Gutemberg (cortesia)
Páginas: 302
Edição: 1
Lançamento: 2015
Sinopse: Como muitas garotas pobres do interior, Mariana também sonhava em se casar com um cara perfeito, ter uma casa arrumada e ser feliz “até que a morte os separe”. Mas o sonho dela parecia ter sido turbinado: ela ia se casar com Eduardo, médico, lindo, rico, cobiçado e divertido, ia morar em um superapartamento no melhor bairro da cidade, e nunca tinha se sentido mais feliz com seu vestido de noiva de marca e um guarda-roupa repleto de peças de grife que ela tanto valorizava. Depois de uma trabalheira maluca e da organização de todos os detalhes, o grande dia havia chegado. E, se dependesse dela, tudo sairia maravilhoso! Ela estava em seu quarto sozinha, terminando de se arrumar para a cerimônia, quando o noivo aparece de repente e diz que precisa conversar, pois não se sente pronto para casar. A imagem do casal em cima do bolo começa a desabar… O que aconteceu com Edu? Mari necessita de respostas, nada mais faz sentido. Agora, ela precisa ir atrás da verdade, nem que para isso tenha que descer do salto, arregaçar as mangas e fazer um longo caminho de volta, até conseguir finalmente começar a aproveitar a sua tão sonhada vida nova. 
Resenha

Mariana estava prestes a realizar o maior sonho de sua vida quando tudo desabou. Após seis anos de namoro, Edu finalmente a tinha pedido em casamento, e depois de tantos preparativos, era chegado o grande dia: ela iria se casar! E, melhor, iria se casar com um homem lindo, fofo, engraçado, rico e incrível! Mas tudo deu errado, pois Edu disse que eles precisavam conversar.

Nada poderia dar errado nem sair do controle. Planejei meu casamento nos mínimos detalhes e nada deste mundo me impediria de atravessar a nave da igreja ao som da marcha nupcial, usando meu vestido que, meus sais, era lindo de morrer, com minhas sandálias maravilhosas, e dizer “sim” para o Edu. – página 15

Começa então uma descida para o fundo do poço sem fim, onde Mariana se vê sem emprego, sem amigos, sem noivo e sem o apartamento maravilhoso que ela tinha decorado e onde viveria com Edu após o casamento. Sem saber o que fazer, Mariana passa seus dias enfurnada no quarto, sentindo pena de si mesma e imaginando por que diabos ninguém liga para ela. Por que Edu não voltava atrás? E por que suas amigas não davam sinal de vida? E, em nome da Santa padroeira das garotas recém-solteiras, porque Edu a havia chamado de fútil?

Estava de fato sozinha e com os pedaços do meu coração nas mãos, sem saber como colá-los de volta. Será que um dia ele ia ser um coração inteiro novamente? Será que eu ia viver com um coração partido, batendo sem rumo por todo o sempre? O que ia fazer da minha vida? – página 49

Bom, acontece que, antes de começar a namorar Edu, Mariana era uma garota simples, engraçada, humilde, gentil e que se importava com as pessoas. Mas ao conhecer o mundo do namorado, todas as festas chiques, roupas de grife e suas “amigas” filhas de fazendeiros, ela tornou-se alguém completamente diferente. Torrou o dinheiro que não tinha em roupas caras para ser aceita pelas meninas, tinha vergonha dos pais e de seu emprego, e o pior, passou a dar mais valor às roupas e sapatos do que a Edu.

Após muito tempo lamentando a vida que não teve, Mariana finalmente consegue se levantar e decide o que vai fazer da vida: ela vai se mudar para São Paulo! Mas, para isso, precisa trabalhar e guardar um dinheirinho para sobreviver, e é assim que ela conhece Clara, uma garota que a ajuda a acordar para a vida em relação à sua futilidade, e que se torna sua melhor amiga, acompanhando-a à capital. Durante as conversas com sua mais nova amiga, Mariana cai na real e percebe que precisa voltar a ser a pessoa que ela era antes, e deixar sua futilidade de lado.

Demora, mas ela percebe isso, e então, vemos uma grande mudança na personagem. É possível perceber a diferença entre a Mariana mimada do início do livro e mulher profissional e madura que ela se torna no final, e foi muito bom vê-la caindo algumas vezes até chegar ao final. Um pouco triste, e deu dó, mas foi bom.
Fazia tempo que eu não lia um bom e divertido chick-lit como esse. De início eu não sabia o que esperar, pois ainda não tinha lido nada da Leila, mas me surpreendi com a história, e dei tanta risada que minha barriga chegou a doer. Mariana é uma figura, e as situações pelas quais ela passa são um pouco tensas, mas engraçadíssimas.

Mariana é uma personagem de quem eu gostei de primeira, mesmo ela sendo mimada no começo. Sabia que, hora ou outra, a doidinha iria acordar para a vida e dar um jeito de se reerguer, e mal via a hora disso acontecer. Ela era uma compradora de roupas, bolsas e sapatos compulsivas no estilo Becky Bloom, e mesmo sendo uma garota inteligente e já formada, tendia a ser um pouco lerdinha no quesito amigas ricas que só a enxergaram quando ela passou a se vestir como elas, e que sumiram quando Edu a deixou.
Já com Edu a coisa foi diferente. Entendo por que ele anulou o casamento e deixou Mariana sozinha, mas ele a fez sofrer muito, então eu não queria, de jeito nenhum, que eles ficassem juntos. Ela não conseguia seguir em frente após o término, e estava sempre pensando nele, enquanto eu só pensava que ela deveria esquecê-lo de uma vez e seguir com a vida. Ou seja, de Edu eu não consegui gostar...hehe’

Porque tragédia pouca era bobagem, não é mesmo? Como se não bastasse ter sido abandonada; meu ex-noivo ter me trocado por outra; minhas melhores amigas terem sumido; continuar solteira, pobre e dividindo o quarto pequeno e apertado com minha irmã implicante, minha mãe ainda me proibiu de comprar. – página 53

A autora desenvolveu super bem os personagens secundários, e, felizmente, a história não fica apenas em Mariana e seu drama com Edu, mas também dá abertura para a vida de Clara, dos pais da protagonista, das “amigas”, da família do ex-noivo, de um carinha maravilhoso que aparece depois (que eu escolhi para ficar com ela no final) de outros amigos, etc. Então é mais um ponto positivo para a obra.

Outro ponto positivo é que a leitura flui muito rapidamente! Eu mal via as páginas passando de tão fisgada pela obra que estava, é impossível parar de ler, até porque a história e Mariana são engraçadas demais, e isso só deixa o livro mais leve e divertido. (Ah, e para quem não sabe, #Partiu vida nova é Pobre não tem sorte 1 e 2, da mesma autora, mas o título foi mudado.)
Enfim, esse é um livro que eu indico principalmente para os apaixonados por chick-lits de plantão, mas quem gosta de um romance leve e muito divertido também vai adorar. Mal vejo a hora de ler mais obras da Leila!
  

17 comentários

  1. Oi Dryh, tudo bem?
    Já conheço a escrita da autora e sei que ela escreve muito bem. Já tinha ouvido falar muito bem desse livro, ainda mais porque amo o gênero. Sua resenha me motivou a querer ler esse titulo.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! =)
      Quando tiver a oportunidade de ler o livro, venha me contar o que achou.
      Bjs,
      Leila
      @LeilaRego

      Excluir
  2. Oie dri, que bacana saber que você gostou desse livro, tenho ele aqui para ler e confesso que tinha um pé atrás. Bom, eu ia xingar o edu quando você começou falando que ele chamou ela de fútil, mas depois deu para entender ele e acho que mesmo ele fazendo a personagem sofrer eu o compreenderia e talvez até gostasse dele. Que bom que podemos ver toda essa evolução na personagem, adoro quando isso acontece, e melhor ainda que ela aprenda com os tombos. NUnca li nada da leila também e espero gostar desse.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não tive oportunidade de ler nada da leila rego e adorei o plot deste livro aqui. Acho que vou curtir a mariana da primeira página a ultima e espero entender os motivos do Eduardo.
    Amei os quotes que você compartilhou.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Dryh,
    Ainda não li nada da autora, mas, pelo que posso notar, ela trabalha muito bem todos os personagens e tem uma narrativa ágil.
    Gostei muito da premissa do livro. O fato de o foco não ficar apenas nos personagens principal é legal, pois não torna a leitura cansativa.
    Espero ler em breve esse livro e ter percepções parecidas com a sua.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Dryh!
    Leila Rego é uma autora incrível! Já esse livro, mas na versão "Pobre não tem sorte 1 e 2" e amei a história, os personagens e a escrita da autora. Quero muito ler mais livros dela. Essa é uma ótima dica de leitura!

    Beijos,

    Rafa[ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem??

    Não sabia que esse era o "pobre não tem sorte 1 e 2", achei bacana a troca dos nomes... Apesar de gostar dos dois. Ainda não li nada da Leila, mas sempre vejo coisas positivas sobre sua escrita! Adorei a resenha, acho que esse livro será uma boa "primeira impressão" da autora. Parece ser leve, da forma como eu gosto.

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi!

    Eu adorei o livro, não li, mas sua resenha contribuiu para me encantar por esse romance.Graças a Deus que no final ela não fica com o Edu e que dá a volta por cima, redescobre os valores da vida e aprende que bens materiais são coisas triviais. Amei mesmo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá

    Sabe que já tinha visto esse livro mas capa parece tão juvenil que nem fui vee do que se tratava, mas vendo suas impressões já quero ler. Nunca li nada da autora e creio que essa seja uma ótima oportunidade. Como sempre sua resenha está um espetaculo demostra bem seu ponto de vista e não da spoiler.

    Bjos
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Eu gosto de tramas assim, com essa mensagem positiva, esse amadurecimento do personagem. Eu ainda não li esse livro, mas estou interessada em acompanhar toda essa transformação da protagonista. Deve ser um livro bem gostoso de se ler.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  10. Hey, Dryh! Tudo bem? Adorei sua resenha! Você ressaltou pontos muito interessantes sobre a obra, em especial o fato da autora não focar apenas no ponto de vista da protagonista, coisa que gosto muito. Fiquei bem interessada nessa leitura e já coloquei nos desejados! Obrigada pela indicação :D
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Ei, não conhecia a autora e o livro, mas a trama não me atrai, não gosto desse tipo de história. Além disso, me irritaria logo no começo já que a protagonista é mimadinha, ainda bem que muda isso né HAHAHAA
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  12. Eu nao conhecia o livro e nem a autora, mas sua resenha me deixou bastante interessada e já coloquei ele na minha lista, espero poder ler em breve. Parabéns pelo blog, adorei ele...

    ResponderExcluir
  13. Ainda não li nada da autora, mas sempre vejo elogios pada a escrita da Leila. Não sou a maior fã do estilo, mas a resenha me chamou a atenção e me fez ficar curiosa. Adoro quando conseguimos perceber o crescimento do personagem e a diferença dele no inicio e fim do livro. E essa capa é tão fofa... entrou para a lista!
    Beijinhos,
    Lica
    http://amoreselivros.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?

    Eu já ouvi falar dessa autora, mas, ainda não conhecia seus livros.

    Sou muito fã de chick-lits, apesar de fazer séculos que não leio um! Esse me pareceu muito legal e me lembrou levemente Fiquei com o seu número. </3

    Espero que seja tão incrível quanto!

    Beijos e até mais!

    dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Adoro livros chick-lit, normalmente eles são super divertidos e levinhos, a leitura é gostosa e lemos rapidinho. O enredo do livro parece ser muito bom mostrando a transformação da protagonista e os altos e baixos que ela viveu. Acho que adoraria ler este livro.


    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  16. Fico feliz que tenha gostado do #Partiu Vida Nova. Deixo a dica dos meus outros dois livros, publicados pela Gutenberg, Amigas Imperfeitas e A Segunda Vez Que Te Amei.
    Bjs,
    Leila
    @LeilaRego

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...