Uma segunda chance

Título: Uma segunda chance
Autora: Susan Wilson
Editora: Sextante
Páginas: 241
Edição: 1
Lançamento: 2011

Sinopse: Quando a vida tira tudo o que você tem, a salvação pode estar onde menos se espera. Adam March teve uma infância sofrida. Abandonado pelo pai e pela irmã antes de completar 6 anos, ele cresceu sozinho e, com muito esforço, construiu uma brilhante trajetória pessoal e profissional. Aos 46 anos, era um empresário rico, bem-sucedido e com planos ambiciosos. Um dia, porém, seu passado volta para assombrá-lo de forma inesperada. Sua assistente, Sophie, lhe deixa um bilhete: Sua irmã ligou. Três palavras simples mas capazes de tirá-lo do sério e provocar um colapso nervoso. Descontrolado, Adam agride Sophie e esse gesto impensado o faz perder tudo o que conquistara com tanto esforço – a carreira promissora, o casamento estável, o respeito nos círculos sociais. Agora, morando sozinho num bairro pobre, entregue à solidão e ao álcool, Adam passa os dias servindo comida em um abrigo para os sem-teto. Sua nova realidade o leva a refletir sobre as escolhas que fez e o preço que teve de pagar por se transformar num homem arrogante e preconceituoso. É nessas circunstâncias que conhece Chance, um cão de briga que, assim como Adam, fora endurecido pela vida. Cansado de ter que lutar na arena para receber comida, o pit bull consegue escapar e, pela primeira vez, se vê livre. Quis o destino que essas duas criaturas perdidas se encontrassem. Juntos, Adam e Chance vão descobrir o poder da confiança, da amizade e do amor. Por meio da improvável relação que nasce entre eles, ambos recebem uma segunda chance. O cão tem a oportunidade de continuar vivo e Adam, de recuperar sua humanidade.
Resenha

Precisamos ser fortes para viver neste mundo. Não importa se cerrarmos os dentes por raiva ou por medo; temos que estar dispostos a cumprir a ameaça até o fim. – página 5

Adam é um homem de sucesso. Mesmo com seu passado sombrio e sofrido, ele deu a volta por cima e está prestes a ser promovido à presidente de uma Industria famosa. Não poderia ser melhor, não fosse um surto seguido de agressão à sua assistente, Sophie. Esse foi o ponto final de sua carreira, sua vida de luxo, sua dignidade e reputação. O tal surto foi causado pela repentina lembrança de seu passado, quando Sophie lhe entrega um recado de sua irmã. Sua irmã que foi embora quando ele tinha cinco anos, e nunca mais voltou.

Que ironia. Em um minuto que perdeu a cabeça, perdeu sua vida toda. – página 117

Além de passar a viver num apartamento barato num bairro pobre, Adam é obrigado a trabalhar como voluntário num abrigo que serve comida aos sem-teto. No início tudo o que ele mais quer é cumprir sua pena e ir embora daquele lugar, que sempre deixa manchas de gordura em suas roupas caras. Mas aos poucos vai percebendo que aqueles homens são como ele, e não fosse por sua carreira de sucesso, ele provavelmente estaria no meio deles. Mas agora ele não tem mais uma carreira, precisa pagar pensão para sua filha mimada, Ariel, e aguentar as reclamações de sua ex-esposa, que, envergonhada pelas ações do marido-perfeito, passou a atormentá-lo sem dó.

Muitas pessoas diriam que Adam March já tem sucesso. O que mais poderia querer? – página 9

Do outro lado, temos um cachorro com uma orelha defeituosa. Nascido e criado num cativeiro, tudo o que ele sabe fazer é lutar e vencer, do contrário, apanha dos homens ruins que o deixam preso. Seus pais vivem na cela ao lado, e muitos outros cachorros também ficam presos o dia todo, junto com suas fezes e sangue. Durante uma transferência, o cachorro consegue escapar e foge do cativeiro, deixando para trás a vida que ele conhecia. Até que encontra o humano triste que o adota como um favor a outro humano. Aquele humano não era tão ruim, ele o alimentava e não o maltratava, apesar de ficar muito bravo quando o cachorro deitava em seu sofá. Aquele humano era Adam, e o cachorro, Chance, e eles eram a dupla mais incrível que eu já conheci.

Um dia fui poderoso e temido. Agora sou amado. Algo muito mais importante. – página 196

Quando minha irmã comprou esse livro na Bienal de 2014, eu torci o nariz de cara. Só tinha lido um livro da Sextante até aquele momento, e ignorante como era, achei que a editora só publicava livros espiritas e coisas do tipo. Uma segunda chance foi uma surpresa e tanto, o livro me deu um tapa na cara quando eu disse que era um dos melhores que eu já tinha lido, e riu quando eu chorei no final. Não imaginei que iria gostar tanto de Adam quando o conheci no início. Ele era tão desprezível que eu não fiquei nem um pouco triste quando perdeu tudo. Mas vendo como ele amadurecera durante o livro, fui ficando cada vez mais encantada com ele. A forma com que se importava com Chance tocou meu coração, e vice-versa. Chance não era um animal de estimação, mas gostava tanto de Adam que deixou sua liberdade de lado para viver ao lado do humano. O seu humano.

Foi quando eu soube que talvez jamais voltasse a pensar em deixa-lo. Não enquanto ele precisasse de mim. – página 183

Susana Wilson tem uma escrita muito boa, não via a hora passando e fiquei boba quando percebi que o livro tinha acabado. Narrado em terceira pessoa por Adam e em primeira por Chance, Uma segunda chance é um dos melhores e mais emocionantes livros que eu já li. Não é apenas uma história incrível, mas também uma lição de vida maravilhosa, e eu tenho certeza de que quem lê esse livro ganha uma nova visão de mundo. Eu sei que eu ganhei, e foi uma experiência maravilhosa. Se me arrependo de alguma coisa em relação à Uma segunda chance, é por não tê-lo lido antes.

Por um instante, os dois se encaram, o homem sentindo imenso conforto no reflexo de si mesmo nos olhos castanhos do cão - os únicos olhos que não demonstram decepção. – página 180


33 comentários

  1. Tá aí um livro que eu queira muuito ler. Bom saber que é uma boa leitura. Beijinhos e boa semana para vc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste do livro, Marli ♥ uma ótima semana para você :)

      Excluir
  2. Nossa, só pela sua resenha já me apaixonei pelo livro! Parece que o cachorro e o dono tem a mesma personalidade explosiva. Um por opção e o outro por obrigação. Vou adicionar na minha lista infinita de livros pra ler do skoob! Muito obrigada pela dica! =D
    relicariodepapel.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste tanto do livro quanto eu, Jessica ♥

      Excluir
  3. Olha eu achei super emocionante a sua resenha, porque a história me parece bastante envolvente e acho que pegaria o livro para ler sim, porque gosto de livros que nos passam uma mensagem de lições de vida e valor sabe? Eu achei bastante interessante a história e acabei de ver essa capa em algum lugar no facebook, só não sei onde foi. Mas eu com certeza irei colocar na minha meta, porque me parece ser muito bom.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/09/resenha-soldier-leal-ate-o-fim.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sei como é, Silvana :) Espero que você tenha a oportunidade de ler o livro, e que goste ♥

      Excluir
    2. http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/08/resenha-o-penultimo-capitulo.html

      Excluir
  4. Oi Dhry!
    Não conhecia o livro, mas me encantei pela forma como você apresentou ele.
    Gostei dos quotes e dos temas abordados.
    Já anotei na lista para leitura =)
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste do livro, Rízia ♥

      Excluir
  5. Emocionei!! Muito boa sua resenha! Parabéns!

    dicassliterarias.blogspot.com.br - Coluna Idalan

    ResponderExcluir
  6. Dryh que resenha linda!
    Não conhecia o livro, mas histórias com cachorros confesso que me tocam demais e cara eu acredito muito nessas coisas que não é o dono que escolhe o animal e sim o animal que escolhe o seu dono.
    Fiquei curiosa com a história e anotei a sua dica, espero conseguir encontrar um exemplar pra mim.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também penso assim, Mayara, e confesso para você que tento evitar ao máximo livros com animais de estimação, pois eles sempre me deixam triste...haha' Espero que você goste desse livro :)

      Excluir
  7. Oi
    Boa resenha, adoro livros que de alguma forma falem ou citem a relação entre o homem eos cachorros, gosto de livros e filmes assim.
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Liv ♥ espero que você goste do livro :)

      Excluir
  8. Oii, tudo bem?
    Confesso que se visse o livro na livraria ou em algum site eu não daria muita bola, mas agora que li a resenha com certeza irei ficar de olho para ver se acho alguma promoção. Gostei muito da sua resenha e espero poder ler o livro em breve.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Giovana ♥ espero que você goste tanto do livro quanto eu :)

      Excluir
  9. Oi.
    Ótima resenha, nos últimos tempos tenho lido umas resenhas que dá vergonha de ser blogueira, logo, quando vejo uma boa, tenho o dever moral de elogiar!!!!!

    Quanto ao livro, curti o enredo, mas não compraria por ser bastante clichê. Já vi muitos filmes e até novelas com mesmo enredo.

    ResponderExcluir
  10. Oie.

    Não conhecia o livro, mas creio que não chegarei a ler, pois tem elementos que não curto em um livro. Quem sabe um dia mudo de ideia, pois sua resenha está ótima

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que pena, Fernanda :/ mas espero que você tenha a oportunidade de lê-lo um dia, e que goste :)

      Excluir
  11. Estava necessitando de um livro assim , adorei sua resenha fiquei muito curiosa para ler este livro mesmo aparentando ser clichês a livros que merecem serem lidos e acho que este é um deles .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Aline ♥ espero que você goste tanto do livro quanto eu :)

      Excluir
  12. Olá!
    Adoro me surpreender num livro
    Quando tem cachorro no livro tenho até medo rsrs
    Adoro chorar nos livros
    Com certeza foi pra lista
    Adorei sua resenha :D

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha' eu também morro de medo de livros com cachorros *-*

      Excluir
  13. Oi Dryh, sua linda, tudo bem

    Só pelo nome do cachorro, percebemos a intenção que a autora quer passar ao leitor. E o que eu gostei mais, é que pelo visto, o cachorro era livre e preferiu abrir mão dessa liberdade por ele, para ficar com ele. Fiquei pensando: ele perder tudo foi a segunda chance que ele teve de recomeçar, não, de começar do zero, ser outra pessoa. E pela forma como lhe emocionou, ele se transformou em uma bela pessoa. Não conhecia essa história, mas depois dessa resenha não tem como não desejá-la. Adorei a resenha, adorei o livro!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, esse é um dos pontos mais lindos desse livro ♥ espero que você goste do livro, Cila :)

      Excluir
  14. Olá.
    Adorei a resenha, já está na minha lista de leitura. Pela capa eu não leria não, mas sua resenha me convenceu. Parece uma história incrível. Um recomeço, uma amizade. Incrível!
    Abraços.

    http://clicheimperial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oii!

    Nossa! Esse livro parece se muito bom ^^ Bem emocionante :)
    Já anotei a dica e a sua resenha está maravilhosa!

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  16. Olá Dryh!
    Só pela sinopse já fiquei comovida com a história. Eu não costumo ler livros que envolvam animais como personagens principal, mas gostei tanto da história que quero ler.
    Sua resenha está maravilhosa e me deixou muito interessada.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. O livro parece ser uma ótima leitura, apesar de não gostar de livros com cachorros, gatos, ou qualquer outro animal para ~tirar uma lição de vida, achei interessante o como que um homem que era tão bem sucedido regrediu tanto, e lutará para recuperar a humanidade do zero de novo.

    ResponderExcluir
  18. Nossa, Dryh! Parece bem emocionante mesmo. Acho que nunca li uma história narrada em terceira pessoa com cachorros!
    Beijooos


    Blog Coisas da Juu Top Comentarista

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...