Escolhas

Título: Escolhas
Autora: Cristina Valori
Editora: Qualis
Páginas: 254
Edição: 1
Lançamento: 2015
Sinopse: Quem determina o que é certo ou errado? Como saber qual caminho seguir? O que nos garante a certeza de ter feito a escolha correta? Será que a razão deve prevalecer ou seguir o coração é sempre o melhor? Você conseguiria viver sabendo que as suas decisões podem mudar tudo? Por que o destino as vezes nos testa? Para Fabiana nada poderia mudar a sua história. Ela sempre teve esta certeza, até que a vida provou que nem sempre é fácil decidir qual rumo tomar. Que o seu coração é quem comanda e a guiará para a decisão correta. Em um sábado como outro qualquer, Fabiana se vê diante de uma situação que mudará a sua estrutura, deixando-a com dúvidas sobre a sua, perfeita, vida. Ela será obrigada a fazer a sua escolha, quando o destino exige uma decisão. Como não se entregar ao verdadeiro amor? Como viver sem se sentir culpada? E por quê? Porque ela estava sendo testada daquela forma? Essas e outras perguntas começaram a fazer parte do seu dia a dia, desde o momento que resolveu seguir os seus sentimentos. E você? Faria o que? Seguiria o seu coração.
Resenha

A vida é feita de escolhas. Mas, e se a escolha for a errada? – página 9

Fabiana não imaginou que precisaria fazer uma escolha como aquela. Mãe de três filhos, casada com um marido maravilhoso e com um emprego que gostava muito, sua vida era perfeita, ou pelo menos ela achava que era, até conhecer Gustavo. Foi por um acaso, mas uma simples troca de olhares foi o suficiente para abalar o mundo dos dois, e depois disso, tentar esquecer o acontecido era impossível.

Não sei se podemos chamar o amor de Fabiana e Gustavo de à primeira vista, por mais que tenha sido exatamente isso o que aconteceu. Dizer que eles sentiram as pernas bambas ao encontrarem os olhos um do outro parece clichê demais, porém, a autora consegue escrever a história de forma que a gente nem mesmo perceba tal ocorrido. Como alguém pode se apaixonar por um desconhecido apenas por vê-lo? Parece forçado, não é? Pois eu te digo que Cristina tem um dom, e consegue fazer com que a história seja mais natural e real possível.

Ele tinha um jeito de me olhar que fez, e faz ainda hoje quando me lembro, meu coração parar, minhas pernas ficarem tremulas e a minha respiração falhar. Ele preencheu o meu coração e a minha alma. – página 95

Narrado em primeira pessoa por Fabiana, o livro nos apresenta uma narrativa que corre, e ao mesmo tempo, se demora para que possamos sentir as emoções que ela nos traz. Devo dizer que estava apreensiva ao iniciar a leitura, mas à medida em que as páginas foram virando, fui percebendo que não conseguia parar de ler, e sabia que não deixaria Escolhas de lado até finalmente termina-lo. E foi exatamente o que aconteceu.

Fabiana é uma personagem que a gente tenta odiar, mas não consegue de jeito nenhum. Vê-la cogitando deixar sua família e seu casamento ir por água abaixo por um desconhecido era motivo o suficiente para que eu criasse uma antipatia pela personagem, porém, isso não aconteceu. É claro que eu queria sua felicidade, mas será que Fabiana seria mais feliz ao lado de Gustavo do que de seu marido? E seus filhos, como ficariam? Como deixar tudo o que ela já havia conquistado por um futuro incerto? Valia a pena?

Queria me arriscar, só não sabia que tudo na vida tinha um preço. – página 23

Não sei dizer se gostei ou não de Gustavo e do marido de Fabiana. Acredito que não deva mencionar o nome dele ainda, pois a narradora também só o faz quase na metade do livro, então o chamemos de o marido. Eles parecem frios ao mesmo tempo em que são calorosos, dão respostas vagas e mostram-se irritadiços de vez em quando, então eu não sabia bem para quem deveria torcer. É claro que eu acabei torcendo para os dois mais tarde, já que a autora dá um jeitinho para que o leitor ame todos os personagens, mas no início, queria mais era que Fabiana resolvesse sua vida sozinha.

Vê-la sofrer por um amor impossível foi tão real (principalmente pelo fato de ser narrado em primeira pessoa) que eu me sentia como se ela fosse uma amiga minha. Seus sentimentos são tão profundos, tão confusos e tão humanos, que poderiam muito bem ser os nossos. Torcia o tempo todo para que Fabiana arranjasse uma saída para aquela bagunça toda, para que alcançasse a felicidade e para que machucasse o mínimo de pessoas possível. Mas... Acho que era pedir muito.

Prometi que faria o possível e o impossível para esquecê-lo. Só não sabia que seria tão difícil. – página 41

Estou me controlando para não contar demais, mas está difícil. Fiquei doida com a autora, quis ficar brava com ela por me fazer sentir tanta coisa ao ler seu livro, mas ao mesmo tempo, estava grata por conhecer uma obra tão completa e repleta de sentimentos. Raiva, frustração, carinho, paixão, tristeza... É tanta coisa que a gente fica até perdido no meio dessas emoções todas, e eu estaria mentindo se dissesse que Escolhas não me fez pensar e chorar, porque fez.

Me apaixonei completamente por Fabiana, Gustavo e o marido durante a narrativa, e o terceiro conseguiu me surpreender ao roubar meu coração. Queria entrar no livro e resolver esse triângulo amoroso no qual Fabiana se envolveu, queria arranjar uma forma de enxergar de verdade seus sentimentos, e entender seus erros. Ela havia se apaixonado, não há nada de errado nisso. O amor apenas veio numa hora errada, e esse é um sentimento que ninguém controla, muito menos nós mesmos. Vê-la incriminar-se por uma coisa da qual ela não teve culpa me deixou tensa, triste e ansiosa para ver o que aconteceria depois, e ver que Gustavo não ajudava muito sendo tão compreensivo, me deixava fula da vida. Será que ele não poderia ser um pouco cafajeste? Assim seria tão mais fácil.

Com ele conheci o verdadeiro amor. – página 100

Enfim, a história é simplesmente perfeita. Se me arrependo de alguma coisa, é de não ter lido Escolhas antes, pois é um livro que realmente merece ser lido. É lindo, é realístico, é emocionante e é tudo de bom. Minha única reclamação é com a editora, que pecou um pouco na revisão, mas a escrita de Cristina é tão incrível que eu até deixo passar batido.
Escolhas é um livro maravilhoso, e se você ainda não leu, é melhor começar a se preparar, pois é uma avalanche de emoções que nos atinge em cheio, e continua dentro da gente mesmo depois que fechamos o livro.

Eu não tive escolha, o destino escolheu por mim. – página 132


35 comentários

  1. Ei Dryh,
    Já tinha visto a divulgação desse livro e náo gostei muito por parecer uma historia de traição. Sua resenha é a primeira que leio e percebi que talvez não seja exatamente o que tinha pensado. Se tiver a chance em ler esse livro não irei pensar duas vezes.

    Coração leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a traição não é bem o foco da história, mas sim a forma com que os personagens lidam com os acontecimentos e lutam pela felicidade, é um ponto muito forte, e espero que você goste do livro tanto quanto eu, Jéssica ♥

      Excluir
  2. Olá Dry!

    Estou sumida né? Mas não pude deixar de conferir mais de sua opinião de Escolhas...
    Eu gostei bastante e é a mais pura verdade, os sentimentos embolaram e eu não sabia do lado que quem ficar. A personagem pede para não julgar ou ter raiva, mas como disse, não tem como, ela é um doce e além de tudo, é uma situação que acredito que algumas pessoas passam, era como uma amiga íntima mesmo e é isso que a autora me fez ficar ainda mais chocada com tudo.
    O Marido, fiquei pensando quando li sobre e tudo e depois, Puf! Sabia que a autora ia ainda deixar os corações dos leitores na mão, mas tudo se encaixou certo... As vezes a felicidade pode ser dura de conseguir e cheia de ressentimentos, mas não impossível... pode demorar e ser colocada à prova, mas se concretiza e amei tudo isso no livro.
    Cristina arrasou e sua resenha ficou um máximo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. os personagens são tão realistas, né? Não imaginei que iria sofrer tanto com esse livro...haha' meu coração não ficou nem na boca, foi direto para fora do corpo *-* nem sempre as coisas vem de um jeito fácil, não é mesmo? Ver a Fabiana lutar para ser feliz me fez querer fazer o mesmo, até encontrar a minha felicidade ♥

      Excluir
  3. Gostei da sinopse e curti sua resenha. Me interessei pela leitura.

    Beijos
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Dryh.
    O marido roubou toda cena, emocionante mesmo.
    Mas eu fiquei bem irritada com algumas atitudes da Fabiana quase no desfecho.
    E eu acho que a capa seria muito mais significativa se tivesse aquela tatuagem do final.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. roubou mesmo...haha' quis matar a autora *-* concordo, não achei que a capa combinou 100% com a história *-*

      Excluir
  5. Olá!
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro. Parece ser uma história intensa e marcante.
    E do jeito que você descreveu, acho que ela irá despertar os mais diversos sentimentos.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é muuuito marcante, Aline ♥ é aquele tipo de livro que anda com a gente para todos os lugares, de tão incrível é a história! ♥

      Excluir
  6. Olha eu também tenho visto muita gente falando bem desse livro.
    Eu ainda não tinha tido muito interesse de ler não, mas depois de ler algumas resenhas sobre ele eu fiquei assim curiosa para saber sabe? Eu gosto de livros desse gênero e espero ter a oportunidade de ler assim que puder. Adorei suas impressões e também o desenvolvimento da sua resenha. Percebi que tu gostou mesmo. Espero gostar também, porque me parece envolver muito sentimento. E isso é bastante tocante.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/08/reflexaocontos-23.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste tanto quanto eu, Silvana (ou mais, quem sabe?!), acredito que a história vai te conquistar ♥

      Excluir
  7. Dryh-linda,
    Pretendo ler esse romance o mais breve possível. Gostei muito do modo como a autora conseguiu trazer à tona uma situação tão delicada e, ao mesmo tempo, apresentar o lado humano de cada um dos personagens – de uma maneira que se faz difícil odiá-los. Com certeza, é um romance que quero ler. Apesar de ir totalmente contrário aos meus princípios, sinto que vou curtir muito o enredo.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ele é muuuito lindo, Fran ♥ espero que você goste tanto como eu, e que se apaixone pelos personagens também :)

      Excluir
  8. Oi Dryh... sempre vejo nas resenhas que leio sobre esse livro que os leitores tem percepções diferentes sobre as escolhas de Fabiana... sinceramente não sei o que faria... fica meio complicado porque o marido dela é um bom home e um ótimo pai... esse Gustavo parece ser um cara bom também... eu sei que as vezes os nossos sentimentos nos confundem e até nos colocam em uma sinuca de bico. Mas sabe que já imagino que final se dá o livro?? As pessoas sempre falam o quão o marido de Fabiana é maravilhoso e eu fiquei maquinando na minha mente o que ele poderia ter feito para que os leitores o exaltasse dessa forma... e cheguei uma conclusão... e quando eu ler o livro vou tirar a prova rs... Xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é difícil saber mesmo, mas a autora criou uma personagem tão incrível que a gente não consegue nem mesmo odiá-la *-*

      Excluir
  9. Olá Dry,
    Tudo Bem?

    Já ouvi falar deste livro, mas é a primeira resenha que leio. Gostei a premissa e quero saber mais sobre. Sei que é um gênero um pouco distante do que estou acostumado, mas daria uma chance.
    Abraços,
    www.isaaczedecc.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste do livro, Isaac :)

      Excluir
  10. Escolher, necessariamente requer abrir mão de alguma coisa, Certo? Não tem como sabermos qual a melhor opção. Eu já li o livro Escolhas, e tenho que concordar com sua magnifica opinião Dry, o livro é bem realista e ao ler você sente um turbilhão de emoções mesmo. A autora também está te parabéns, esse é o livro de estreia dela e soube conduzir uma historia clichê muito bem. ;)

    Bjokas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não mesmo, a única coisa que podemos fazer é nos perguntar como tudo seria caso tivéssemos escolhido a outra coisa *-*

      Excluir
  11. Olá!
    Adorei a capa da obra, achei ela muito linda. Já havia lido uma resenha desse livro que não foi muito positiva, mas a sua resenha só me deixou mais curiosa para ler a obra.

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Amei sua resenha, porém só saberei se gostei da história depois de ler o livro. Não tenho certeza se a personagem é tão "inocente" assim. Enfim, não terei conclusões precipitadas, de inicio sua resenha despertou a vontade de ler, mas se irei apoiar ou não esse enredo, só depois de finalizar a leitura!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Letícia ♥ bom, inocente ninguém é, não é mesmo? haha' espero que você goste do livro :)

      Excluir
  13. Olá Dryh!
    Poxa fiquei encantada com a sua resenha. Estou com esse livro pra ler e tinha visto umas resenhas negativas sobre ele. Por isso tinha deixado de lado. Mas depois de ler a sua opinião vou correndo conhecer essa história.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você se apaixone pela história tanto quanto eu, Suelen, é um livro que realmente vale a pena ser lido ♥

      Excluir
  14. Oii!

    Já li várias resenhas sobre esse livro falando super bem dele, mas não consigo ficar com vontade nenhuma de ler ele :/ Vou anotar a dica para ler talvez em outro momento ^^
    Parabéns pela resenha!

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que pena, Amanda *-* mas espero que você tenha a oportunidade de ler, e que goste :)

      Excluir
  15. Olá, tudo bem?

    Bem, a premissa não me cativa muito. Acho que a temática envolvendo a traição, não costuma ser gênero que eu curta e, o final me pareceu bem previsível. Posso estar errada, mas de momento, não me cativou muito. De qualquer modo, parabéns pela resenha, ficou ótima.

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que pena, Ana :/ confesso que o tema traição também não é um dos meus favoritos, mas "Escolha" realmente mexeu comigo, e espero que ele mexa com você também :)

      Excluir
  16. Oii, tudo bem?
    Eu adorei a premissa do livro e a sua resenha, o livro realmente trata de um assunto bem polemico, ele com certeza está na minha lista de desejados.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Giovana :) espero que você goste do livro tanto quanto eu :)

      Excluir
  17. Oiee.

    Não li essa obra, porém, tenho muita curiosidade, pois uma amiga fala muito bem da trama assim como você.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste dele tanto quanto eu, Fernanda ♥

      Excluir
  18. Oi, Dryh! Também já li esse livro e, infelizmente, ao contrário de você, não gostei :( Minha percepção foi completamente diferente da sua, pois achei tudo muito forçado e me irritei muito com a escrita pouco desenvolvida da autora. Que bom que você se surpreendeu positivamente! Beijos

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...