Code Black

Como sou apaixonada por séries dramáticas com hospitais no meio, não pude deixar de conferir Code Black, série de Michael Seitman, exibida na Sony às 21h, todas as quarta-feiras.

Code Black - expressão utilizada por hospitais, em especial por salas de emergência. É quando o fluxo de pacientes é muito grande em relação aos atendentes, médicos e acomodações.


Em Code Black, acompanhamos o dia-a-dia dos atendentes e internos de um dos hospitais mais cheios dos Estados Unidos, o Angels Memorial Hospital, localizado em Los Angeles. Diferente de Chicago Med e Grey-Sloan Memorial, o Angels Memorial é um hospital público, então esqueça as paredes brancas, o chão limpo, salas grandes e individuais, e equipamentos de sobra. Em Code Black, o que vale é deixar o paciente vivo, então usa-se de tudo, faz-se de tudo.

Acho que nunca vi um lugar tão bagunçado e caótico como as salas de emergência de Code Black durante o código preto, realmente, parece um campo de guerra. E o pior de tudo é ver que não há médicos e enfermeiros o suficiente para todos os pacientes, então muitos esperam por horas o atendimento, chegando a dez horas de espera. (como dizem o pessoal que legenda a série, Angels Memorial é o SUS brasileiro.)


A Dr. Leanne Rorish (conhecida também como papa) é a nossa protagonista, mas a série não foca somente nela. Temos também o Dr. Neal Hudson, e os residentes Christa Lorenson, Malaya Pineda, Angus Leighton e Mario Savetti, além do enfermeiro Jesse Salander, (mamma) e também os doutores Rollie Guthrie e Mark Taylor. Acompanhamos um pouco da vida de cada um ao longo dos episódios, mas como saíram poucos episódios até agora, não tenho muito o que dizer sobre eles.

Gostei de ver que a série não segue o mesmo caminho de tantas outras cujos personagens são médicos e enfermeiros. Aqui, a vida pessoal dos personagens não é o foco principal, como em outras séries do mesmo tema. Em Code Black, o que é mais explorado (pelo menos até agora) são os casos dos pacientes, alguns estranhos e bizarros, outros, comuns. E, também, aqui os personagens erram, e depois, erram novamente, provando que estão lá tanto para aprender quanto para salvar vidas. Eles aprendem um pouco a cada episódio, e, bem, quem assiste também acaba aprendendo alguma coisa.


Estou adorando essa série, mesmo que o cenário seja um pouco escuro (lembram que não é branquinho, limpo e brilhante?) e meio "cenário de filme de terror". Também não sou muito fã da protagonista, mas isso porque eu não gosto muito da atriz que a interpreta, então é frescura mesmo. Mas Leanne carrega um passado trágico, e isso me fez gostar um pouquinho dela, ou, pelo menos, respeitá-la.

É claro que a série não é perfeita, tem alguns pontos negativos (como o doutor Mark Taylor, que tem um humor um tanto forçado), e ainda tem algumas coisas a melhorar, mas acredito que vai ficar mais interessante ao longo dos episódios. Ou, pelo menos, espero que fique. Vale a pena acompanhar, principalmente quem gosta de séries do mesmo gênero e tipo. A série tem, por enquanto, uma temporada com treze episódios.


36 comentários

  1. Oi Dryh. Tudo bem?

    Adoro séries, mas essa realmente não conhecia. Das séries que abordam temas hospitalar eu apenas conheço House e grey's anatomy.
    Anotei a dica para conferir.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    gosto de séries nesse estilo, que retratam o ambiente hospitalar, além das duas citadas pela Kênia, lembro de uma série hospitalar que passou na década de 90, mas agora não lembro o nome. Essa ai vou assistir. www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, Dryh.
    Eu não conhecia essa série mas não sei se quero ver. A unica que assisti assim com médicos foi House que amei, mas foi mais por causa dele do que de outra coisa. Gostei de saber que o foco são os pacientes e não os médicos. No momento estou com bastante séries atrasadas, então não sei se vou ver, mas não custa nada deixar anotado e assistir o primeiro episódio para ver se me interesso.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. House eu nunca cheguei a acompanhar, mas vi alguns episódios :) espero que você goste de CB ♥

      Excluir
  4. Oii!
    Nunca fui muito de séries de hospitais e/ou emergências (além de House haha). Mas atualmente me viciei em Chicago Med! Já viu ou ouviu falar?

    Bjs, Vitória
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estou acompanhando Chicago Med também ♥ e, como brinde, Chicago Fire e Chicago P.D. ... hehe'

      Excluir
  5. Assisti um episódio esses dias e achei a série legal, apesar de não ser a minha temática favorita. Acompanhava muito House, que a minha irmã adorava!

    Bjs,


    http://www.tamiresdecarvalho.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Dryh!
    Eu amo séries, com essa temática envolvendo hospitais eu assisto Grey's Anatomy e amoo. Vi a chamada dessa série na sony, ela chamou a minha atenção na hora, mas depois acabei esquecendo.
    Opa, a questão do hospital ser público já é algo muito diferente das outras séries e agora minha curiosidade foi aguçada.
    Vou procurar, quero acompanhar essa série, OMG a lista de séries que quero assistir só aumenta.
    Beijão!
    Lilica - O maravilhoso mundo da leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a maioria das séries assim se passam em particulares, né? Espero que você goste :)

      Excluir
  7. Oi!
    Adoro series mas ainda não vi essa...a que estou acompanhando no momento é the 100 estou adorando a trama..recomendo
    amei a dica...bjs
    http://ldsonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Não conhecia! Me interessei!
    Gosto tb de séries com hospitais, e esse, acho que por trazer esse lado "sus" me deixa curiosa em especial!
    Vou tentar assistir uns capítulos para ver se gosto!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste da série, Andréa :)

      Excluir
  9. Oie! Nunca tive muita paciência pra séries de hospitais, apesar de amar House <3. Sempre gostei mais de séries policiais.
    Mas de qualquer forma, dica anotada! ;)

    ResponderExcluir
  10. Oi Dry, tem pouco tempo que estou acompanhando uma série de verdade. E a que estou assistindo é Pretty Litte Liars. Pode parecer boba mas estou amando :) Nunca vi uma série sobre médicos e hospitais, parece ser bem interessante. Já vou anotar essa na minha lista de séries para assistir. Amei :)
    Bjs

    livrosemarshmallows.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

  11. Oi tudo bem?
    Eu adoro séries de hospitais, emergências e todo o drama envolvido. Ultimamente tenho assistido Chicago Med. Code Black é a primeira vez que leio a respeito. Mas gostei de se tratar de um hospital público, ou seja, você vivenciará realidades da rede pública da saúde americana. Ela passa em algum canal pago? Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Eu gosto de séries médicas, mas depois que uma que eu estava amando(Emily alguma coisa) foi cancelada eu resolvi largar de mão esse tipo de trama. É a primeira vez que vejo falar dessa série,e confesso que não teve nada que me agradou ou que eu achei diferente.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  13. Eu sou hipocondríaca, de verdade verdadeira, e mega, master, blaster, ansiosa. Se eu vejo um seriado desse, e alguém tem um diagnóstico de leucemia por um espirro, vou achar que eu tenho também. Então passo bem longe desse tipo de programa. Na verdade, quase não assisto tv. Por mais que eu veja indicações desse gênero, nem me atrevo.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  14. Oi Dryh!

    Confesso que não sou chegada a séries de drama, principalmente com hospital, gosto mais de séries de mistério ou policiais, mas achei interessante essa pegada mais real de Code Black, em que os personagens tendem a errar e aprender com os erros, nem todos seguem essa linha, deixando aquele ar de perfeito demais sabe? Mas este elemento em Code Black realmente me deixou interessada, mesmo não curtindo o gênero. Sei como é não gostar de uma personagem por conta da atriz ou ator, tenho essa fissura também, rs. Enfim, vou ver os primeiros episódios para conhecer mais.

    Da Imaginação à Escrita

    ResponderExcluir
  15. Oi Dryh!
    Eu não sou muito fã de séries médicas, a única que gosto é House ♥ mas porque o Dr. é muito doido hahaha e sempre são casos estranhos. Essa só me chamou a atenção por ser bagunçada, caótica, acho que tem mais cara de hospital, pelo menos os hospitais daqui. Sim, lembra o SUS haha
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dr.House é doidinho mesmo, também gosto bastante dele ♥

      Excluir
  16. Dryh, não conhecia a série, mas fiquei bem interessada pois gosto do teor dramático desse tipo de série.
    O fato de não focar na vida pessoal, mas sim nos pacientes também me chama atenção por ser um diferencial.
    Com certeza vou atrás dela pra vê se realmente me interesso.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  17. Oi Dryh!
    Não conhecia a série e me interessei. Ultimamente tenho assistido poucas séries e todas bem diferentes uma da outra.
    Nunca assisti nenhuma dessas séries com o cenário voltado para um hospital. E que hospital esse viu? A comparação com o SUS foi bem certinha, fiquei boba enquanto lia. hahahaha
    Já anotei o nome e vou procurar o 1º episódio pra assistir, fiquei curiosa para saber sobre esses casos dos pacientes. Vai ser uma experiência nova e espero curtir. ;)
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste dos episódios, Neyla ♥

      Excluir
  18. Oi Dryh, já não sou muito fã de série e agora levando em conta que é uma série médica é mais do que certeza que não vou ver. Não sei bem explicar mas é bem difícil eu me conectar, acho que sou o único ser na face da terra que não vicia loucamente em zilhões de séries de uma vez. Bom, de qualquer forma parece ser interessante principalmente pq mostra o ambiente de uma forma mais real, mas não vou ver mesmo!

    ResponderExcluir
  19. Oi, Dryh
    Não conhecia essa série. É nova? =O
    Adoro, ADORO, Grey's Anatomy. Mentira, adoro não. AMO. É a minha série favorita. Então, vou sim dar uma conferida nessa 'Code Black'. Vai ser interessante ver a realidade dos médicos por um ângulo diferente.

    Beijo,
    João Victor – All POP Stuff | De cabeça para baixo

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...