Outubro Rosa - Livros que abordam a violência contra a mulher

São muitos os livros que têm como assunto principal a violência contra a mulher. Outros, abordam o assunto no meio de outro gênero, como um romance ou algo do tipo. Confesso que esses livros são os que mais me prendem e os que mais me deixam angustiada, pois é uma coisa que acontece milhares de vezes no dia, e não há quase nada que possamos fazer para evitar.

Sendo assim, decidi fazer um post (inspirado no post da Aline Souza, do Uma vida literária) com os livros que eu já li que abordam o tema violência contra a mulher. Espero que vocês gostem, e, se conhecerem algum que não foi mencionado aqui, fiquem à vontade para me contar, pois minha wishlist ficaria grata em ganhar mais um título.


Garota, traduzida - não aborda, necessariamente a violência sexual, mas o preconceito contra a personagem principal, o trabalho escravo e violência simbólica e psicológica. - Resenha
Quando Kimberly Chang e sua mãe, emigrantes de Hong Kong, se estabelecem numa área pobre do Brooklyn, tem início uma árdua dupla jornada para a menina de 11 anos. De dia, ela luta na escola contra o seu quase total desconhecimento do inglês, superando o preconceito do professor e revelando-se uma aluna determinada em aprender. À noite, ao lado da mãe, trabalha duro numa fábrica de tecidos, desafiando a incredulidade de colegas de escola, confiantes de que "trabalho infantil não existe nos Estados Unidos".
Dia após dia, Kimberly lida em silêncio com verdades dolorosas e uma vida de privações. Num apartamento imundo, frio e infestado de ratos, a menina encara um futuro incerto, cujo peso recai sobre seus ombros, em função da deterioração da saúde de sua mãe. Kimberly ainda nutre um amor secreto por um menino que trabalha na casa de máquinas da fábrica na qual trabalha. Sua imaginação, criatividade e capacidade de amar são suas únicas armas para encontrar algum conforto e perspectivas.

Os homens que não amavam as mulheres - só o título já condiz com a história. É um livro que apresenta como o ser humano pode ferir e destruir a vida do outro, os personagens são violentados e passam por vários outros tipos de violência - Resenha Livro/ Resenha Filme
Os homens que não amavam as mulheres é um enigma a portas fechadas - passa-se na circunvizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o velho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada - o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou. Quase quarenta anos depois, o industrial contrata o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular. Mikael, que acabara de ser condenado por difamação contra o financista Wennerström, preocupa-se com a crise de credibilidade que atinge sua revista, a Millennium. Henrik lhe oferece proteção para a Millennium e provas contra Wennerström, se o jornalista consentir em investigar o assassinato de Harriet. Mikael descobre que suas inquirições não são bem-vindas pela família Vanger, e que muitos querem vê-lo pelas costas. De preferência, morto. Com o auxílio de Lisbeth Salander, que conta com uma mente infatigável para a busca de dados - de preferência, os mais sórdidos -, ele logo percebe que a trilha de segredos e perversidades do clã industrial recua até muito antes do desaparecimento ou morte de Harriet. E segue até muito depois.... até um momento presente, desconfortavelmente presente.

Mulheres que não sabem chorar - conta a história de Marisa e Olga, duas mulheres que acabam presas num romance violento que atrai maus olhares da parte de outras pessoas. - Resenha
A vida de Marisa é regida pelo controle. Seja à frente do seu trabalho ou da vida dos filhos, ela é racional, mantendo-se sempre fria, um ser à parte das banalidades, cuja única preocupação é ser um exemplo. Olga é sua antítese. Sentimentos à flor da pele, dor flagelando a carne, pensamentos embaçados pelo esquecimento proporcionado pelo álcool. Sozinha, preocupa-se em apenas ser, em um mundo cercado por fatos que não reconhece mais como seus.
Duas senhoras solitárias, vizinhas e antagônicas. Será que um dia alguém acharia que poderiam viver em paz? Mais ainda, será que poderiam se apaixonar?
Mulheres que não sabem chorar é mais que uma história de amor entre iguais. Junto a estas personagens tão humanas, o leitor vê-se despido dos preconceitos, pudores e medos. Ora crua, ora poética, a trama nos obriga a enfrentar o espelho e se ver como nunca imaginou antes. Pois ao mergulhar neste romance, o que fará você pensar não é a forma como vê o amor, mas sim a forma com que ele se volta em sua direção. Esteja preparado.

A cidade do sol - foi um dos livros mais fortes que eu já li, e quero relê-lo em breve. A história de Mariam e Laila é muito triste, e, por mais que seja mesmo muito triste, vale a pena conhecer. - Resenhas
Mariam tem 33 anos. Sua mãe morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rashid, um sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Laila tem 14 anos. É filha de um professor que sempre lhe diz: "Você pode ser tudo o que quiser." Ela vai à escola todos os dias, é considerada uma das melhores alunas do colégio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Confrontadas pela história, o que parecia impossível acontece: Mariam e Laila se encontram, absolutamente sós. E a partir desse momento, embora a história continue a decidir os destinos, uma outra história começa a ser contada, aquela que ensina que todos nós fazemos parte do "todo humano", somos iguais na diferença, com nossos pensamentos, sentimentos e mistérios.

Vítimas do silêncio - acho que esse nem precisa de introdução, né?! - Resenha
“Uma garota é vítima de estupro e tenta reconstruir sua vida. Mas, quando finalmente acredita ter encontrado o caminho da felicidade e esquecido aquela noite fatídica, um novo episódio a faz despertar para a apavorante certeza de que é absolutamente impossível fugir do passado... E só existe uma alternativa para que a paz retorne ao seu coração e se faça prevalecer a justiça: confrontar seu pior e mais temível inimigo.”
Com uma narrativa surpreendente, a autora mantém o suspense até o fim, fazendo com que o leitor tenha de prender o fôlego para acompanhar essa aventura que traz, a cada capítulo, novas revelações e emoções de um passado que já parecia esquecido. Vítimas do Silêncio combina ingredientes como Romance, Aventura, Suspense, Sedução e Mistério em um livro que vai prendê-lo do começo ao fim, tendo como pano de fundo a questão do abuso sexual.

Sentimento fatal - mostra uma protagonista presa a um casamento infeliz, vítima de violência doméstica e sem muitas saídas. Quando ela, enfim encontra uma, precisa lutar contra aquele que um dia amou para se libertar. - Resenha
Sentimento Fatal levará você a pensar nessas questões e rever seus conceitos... todos os seus conceitos em relação ao amor.
"Dividida entre a paixão avassaladora do marido Roberto, que tem um ciúme doentio, e o grande amor de infância de Daniel, que ela torna a encontrar dez anos depois, Adriana Diniz Martinez terá de vencer o medo e reencontrar a si mesma... Lutar pela própria integridade e também pela filha Letícia, pela qual é capaz de tudo, sobretudo suportar a violência do marido, sobretudo suportar a própria infelicidade."
Com uma narrativa surpreendente, combinada a ingredientes como drama, aventura, sedução e suspense, e tendo ainda como pano de fundo a violência doméstica, a autora faz com que o leitor tenha de prender o fôlego para acompanhar este romance que, em cada novo capítulo, nos revela uma dura realidade que, lamentavelmente, atinge milhões de mulheres em todo o mundo... Nos faz descobrir ainda que o amor pode ser tranquilo e seguro, mas também agitado e extremamente perigoso.

Doce perseguição - o meu livro favorito da Janethe Fontes ♥

Uma jovem brutalmente assassinada... Um homem frio e perigoso... Uma promessa de vingança...
Graziela tinha apenas quatorze anos de idade quando a irmã fora violentamente assassinada, e ela jurou vingança ao assassino. Essa, porém, seria a missão mais difícil de sua vida, pois, por mais que renegasse seus sentimentos, ela amava o principal suspeito do assassinato...
Mas Graziela está disposta a ir até as últimas conseqüências para descobrir a verdade e cumprir sua promessa. Afinal, a paz de seu coração depende exclusivamente disso...
Este é o 3º livro de Janethe Fontes. Um romance policial que combina ingredientes como drama, aventura, sedução e muito mistério.


E vocês, quais livros conhecem e recomendam?

40 comentários

  1. Oiee.
    AMEI TEU POST! Amei!
    A trilogia Millennium toda explora de uma forma muito real a violência na mulher, o primeiro livro obviamente é bem mais. Porém a protagonista da trilogia já tem um histórico triste.
    A Cidade do Sol também, eu senti dor quando li esse livro, menina, eu gostei muito dele, mas não leio novamente.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "A cidade do sol" foi um dos poucos livros que me marcaram, estou querendo lê-lo novamente *-*

      Excluir
  2. Eu sou meio fraca para esse tipo de livro, pois fico muito angustiada e revoltada, parece que sinto tudo o que a personagem sente. E é extramente triste, saber que histórias como as nos livros acontecem na realidade. Beijos.

    Adormecidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu também me sinto um pouco assim, acho que é meio que normal, né?! É realmente muito triste :/

      Excluir
  3. De todos os livros que vocês citaram eu tenho CIDADE DO SOL. Eu peguei esses dias em ebook, mas eu não sei quando irei ler. Dizem que a estória é muito linda. Mas espero gostar bastante, mas como se trata de um tema assim vou deixar para ler mais pra frente, mas mesmo assim gostei da postagem de vocês. PARABÉNS =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/10/resenha-para-continuar.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é mesmo muuito linda, mas o que tem de linda, tem de triste também *-*

      Excluir
  4. Que legal essa postagem! É uma ótima ideia ter feito essa postagem em pleno outubro. :)

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Dryh.
    Também gosto muito de livros assim, com esse tema. Mas fica aquela sensação de impotência. De todos os livros que você apresentou na postagem, só não conhecia o primeiro. A Cidade do Sol é o meu preferido com o tema.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fica mesmo, é horrível se sentir assim, né?!

      Excluir
  6. Achei muito bacana que muitos blogs aderiram ao mês outubro rosa .
    Curto muito livros com este tema , dos livro citados por vc li apenas um A cidade do sol , um livro incrível por sinal, Me interessei muito pelo livro Sentimento fatal.
    Gostei muito deste post
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que você goste de Sentimento fatal, é o meu livro favorito da autora :)

      Excluir
  7. Nossa....
    De todos os livros citados eu não li nenhum :(
    #ShameOnMe
    Do tema, comecei a ler a trilogia da Rebecca Donovan - Uma razão para respirar. A protagonista sofre violencia tanto física quanto psicológica...
    É uma leitura que já logo no começo deixou um nó na minha garganta.

    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ainda não conhecia o livro que você citou, mas vou procurar :)

      Excluir
  8. olá!
    Como não é o tipo de livro que leio, não procuro saber muito sobre eles...e nossa!!! não sabia que tinham tantos livros com esse tema!!!
    Parabéns pelo seu post! indica muita coisa boa até pra quem não é muito chegada no estilo, como eu!!!!
    abraços Eu Pratico Livroterapia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. existem muitos mais, esses são apenas os que eu já li :)

      Excluir
  9. Oi Dryh!
    Adorei a tag! Já percebi que são livros que vou precisar ler com uma caixinha de lenços no lado, rs
    Bjks
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi flor, desses livros que citou só conhecia A Cidade do Sol e não sabia que abordava esse assunto também. Como me conheço, eu sei que eu ficaria muito tocada lendo livros assim. Algumas dicas anotadas, espero lê-los em breve.

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que livros que abordam esses temas sempre são os mais fortes... Espero que você goste deles :)

      Excluir
  11. Adorei o post, ainda não li nenhuma dos livros que você citou. A trilogia Millennium tenho muita vontade de ler os livros e saber de forma mais intensa os fatos que vi no filme. Também tenho aqui em casa "a cidade do sol" mas não tinha ideia que abordava o assunto.
    Bjim!

    Tammy
    livreando.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estou curiosa para ler os outros livros da Millennium também, só li o primeiro *-*

      Excluir
  12. Oi,

    Nunca li nenhum livro com esse tema, sempre fiquei nos de aventura e ficção, mas adorei a iniciativa de divulgação.

    http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que você deveria tentar ler algum, Gabriel, quem sabe não gosta? :)

      Excluir
  13. Oi!
    Adorei as suas indicações para o tema.
    Realmente e terrivel quando lemos algo, e pensamos que isso acontece todos os dias, com milhares de mulheres, e que muitas morrem ou ficam tão machucadas que perdem todo o sentido de viver. É triste ver que as histórias contadas nas páginas são muito reais.
    De todos qe indicou eu só conheço os homens que não amavam as mulheres, e fiquei muito chocada com essa livro.

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, parece que a gente fica entorpecida, né?! É horrível! "Os homens que não amavam as mulheres" também me chocou bastante *-*

      Excluir
  14. Ola Dryh parabéns pela postagem eu já li Vítimas do Silêncio da Janethe é maravilhosa, que escrita sensível e verdadeira, estou doida para ler os demais livros delas, já estou com os dois só me falta tempo, Esse é um tema que deve sempre exposto, para quem sofre esse abuso denunciar e não sofrer calada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Joyce ♥ espero que você goste dos outros livros da Janethe, são incríveis!

      Excluir
  15. Olá Dryh,
    É triste ver como a violência contra a mulher tem aumentado cada vez mais. Gosto muito de livros que falam sobre esse tipo de violência, pois acho importante essa informação chegar de qualquer forma.
    Dos livros que você citou, já li Cidade do Sol e Os Homens que não Amavam as mulheres. Dois livros excelentes. Anotei outras dicas.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é triste mesmo, só nos resta torcer para que esse número diminua a cada dia *-*

      Excluir
  16. Oláá
    Nossa, que post interessante haha adorei as dicas e fiquei extremamente interessada em todos, principalmente nos dois ultimos, adorei as sinopses

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oie.
    Eu já li os homens que não amavam as mulheres e gostei.
    Vítimas do silêncio é bom, mas não chegou a me prender totalmente.
    A cidade do sol é lindo, lindo, lindo. Chorei demais, já que adoro o Khaled

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que pena, Tamara *-* mas A cidade do sol é mesmo muuito lindo ♥

      Excluir
  18. Olá... tudo bem??
    Nossa... nem eu tinha ideia de tanto livros que abordem a violência contra a mulher... acho que daí só li mesmo O Homem que não amava as mulheres, mas faz muito tempo e pretendo reler.... Ah também li Mulheres que não sabem chorar... e achei a história interessante e uma leitura rápida... a capa é linda, mas li em uma outra capa..... dos livros que você citou confesso que senti curiosidade pelo livro Vítimas do Silêncio... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, e o número cresce cada vez mais, é impossível ler todos...haha'

      Excluir
  19. Dryh! Eu li todos os livros da Janhete Fontes, ela é uma das minha autoras nacionais preferidas, amo o livro da Lilian tmbm, e achei Os homens que não amavam as mulheres sensacional também, todos livros mega fortes que trouxeram temas que deveriam sempre ser levantados a tona! Beijos
    Paulinha
    http://overdoselite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá Dryh

    Então dos livros que você citou eu não li nenhum ainda, mas o post ficou muito bom,me interessei por todos os livros que você citou,o que me deixa triste com relação a violência contra a mulher é que mesmo com várias campanhas,uma maior conscientização das pessoas, isso ainda é uma coisa comum na nossa sociedade.

    Bjss

    ResponderExcluir
  21. Gostei do tema do seu post, e não achei que teria tantos livros que abordassem esse tema.
    Fiquei curiosa para lê-los.

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Gente, que post perfeito. Adorei a ideia.
    Eu fiquei curiosa para ler Garota, traduzida, A cidade do Sol, Vitimas do silencio, Sentimento fatal e Doce perseguição , não conhecia os livros, mas vou colocar na minha lista

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...