The Chase

Oiee pessoas!
Hoje eu trouxe a resenha de um livro super divertido e apaixonante que acabei de ler ♥

Título: The Chase
Autora: Elle Kennedy
Editora: Paralela (cortesia)
Páginas: 320
Edição: 1
Lançamento: 2019
Série: Briar U #1 – spin-off da série Amores Improváveis
Sinopse: Bem-vinda de volta aos jogos de hóquei e às festas da Universidade Briar! No primeiro spin-off da série Amores Improváveis, conheça a apaixonante e misteriosa Summer, irmã de Dean. Todo mundo diz que os opostos se atraem. E deve ser verdade, porque não tem nada que explique minha atração por Colin Fitzgerald. Ele não faz meu tipo e, o pior de tudo, me acha superficial. Essa visão distorcida que ele tem de mim é o primeiro ponto contra. Também não ajuda que ele seja amigo do meu irmão. E que o cara que mora com ele tenha uma queda por mim.
E que eu tenha acabado de me mudar para a casa deles. Mas isso não importa. Estou ocupada o bastante com uma faculdade nova, um professor que não larga do meu pé e um futuro incerto. Além do mais, Fitzy deixou bem claro que não quer nada comigo, embora tenhamos uma química de dar inveja a qualquer casal. Nunca fui de correr atrás de homem, e não vou começar agora. Então, se o meu roommate gato finalmente acordar e perceber o que está perdendo…

Resenha

Summer Di Laurentis foi respeitosamente convidada a sair da Brown após um acidente envolvendo ela mesma e um incêndio numa fraternidade Kappa, e graças à influência do pai, foi aceita na Briar, onde seu irmão, Dean, havia estudado e se formado. Mas ela ainda não tinha onde morar, e considerando seu histórico com fraternidades.... Bem, digamos apenas que ela não tinha muitas opções, e acabou morando no antigo quarto de seu irmão, numa casa.... Com mais três rapazes.

Não havia nada de errado ou estranho nisso, tirando que ela já havia ficado com um deles, Hunter, e era super a fim de outro, Fitz, mesmo que ele já tivesse pisado feio na bola com ela.  Fitz, sendo amigo de Dean e dos rapazes que protagonizaram os livros anteriores, já conhecia Summer antes de ela se mudar para a casa “deles”, e ela já tinha deixado bem claro sua atração pelo jogador de hóquei tatuado e caladão, mas também entreouvira uma conversa em que ele a chamava de “fútil e superficial”, e o encanto meio que se quebrou. Então, bem, as coisas estavam um pouco estranhas entre os moradores daquela casa...

É difícil achar vaga para morar numa cidade tão pequena. A única desvantagem é que agora tenho que viver com o cara que beijei. E com o cara que, um dia, morri de vontade de beijar. – página 46

Eu estava morrendo de saudades dessa série, dessas personagens e da escrita maravilhosamente divertida da Elle! Me apaixonei pelos quatro livros da série Amores Improváveis, e por mais que tenha odiado Fitz em vários momentos e o classificado como “boy lixo” em outros, adorei o livro!
Quando Summer apareceu no livro anterior, eu não tinha ficado muito animada com ela, ou interessada em “ler a sua história” pois, assim como Colin (Fitz) eu a achava um pouco fútil, festeira e superficial. Mas essa garota é demais! Ela fala o que pensa, se esforça MUITO e é uma personagem profunda com a qual me identifiquei bastante. Além de tudo, ela é superengraçada e faz amizade com uma garota igualmente incrível, Brenna, que espero eu que seja a protagonista do próximo livro da série! Summer possui inseguranças mesmo sendo uma verdadeira Barbie, e mais que isso, ela sofre com alguns outros probleminhas que não serão mencionados por aqui.

Não sou fã dos meus próprios pensamentos. Eles tendem a ser um misto de insegurança, dúvida e autocrítica, com uma pitada de excesso de confiança injustificada. Minha mente é um lugar confuso. – página 62

Colin.... Bem, ele foi um tremendo de um idiota. Ok, o rapaz sofreu muito na infância e ainda sofria com a separação dos pais, que o usavam (e usavam seus sentimentos) em benefício próprio para prejudicar o outro; MAS, poxa vida... Ele ficava fazendo joguinhos de “te quero, mas não quero te querer” que me tiraram do sério, isso enquanto Hunter também disputava a atenção e o amor de Summer. Hunter que, mesmo sendo a personificação do atleta pegador, era uma fofura de paixão pra cima dela

Gostei bastante desse livro, mas ele não chegou aos pés dos anteriores, que me deixaram toda boba e suspirando! Summer é uma personagem incrível e Fitz fica no caminho entre babaca e bacana (a gente não curte 70% do tempo, mas nos outros 30% leva numa boa), os personagens secundários são um show e a autora aborda temas bem sérios como TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade) e assédio sexual.... E tem aquelas cenas quentes que a gente adora...hihihi
Estou super mega ansiosa para ler os próximos livros dessa série, e já estou com saudades dos nossos queridos atletas e das nossas queridas HEROÍNAS PORQUE SIM! Recomendo esse livro para todos aquelas que leram Amores Improváveis e se apaixonaram, e também para quem ainda não leu: vai ser o seu ingresso para esse mundo maravilhoso criado por Elle Kennedy!

Quis Fitz desde que o conheci no ano passado. Acho que foi a primeira coisa que falei para a namorada de Dean. Apontei para Fitz e disse “Quero ele”. E isso não tem nada a ver com ser uma pirralha mimada que precisa de um brinquedinho novo. Fitz não é um par de sapatilhas Louboutin ou uma bolsa Valentino. Não o quero só porque ele está se fazendo de difícil. E, embora possa ter começado como uma vontade física, agora é diferente. Acho que quero mais. Droga. – página 187



Nenhum comentário

Postar um comentário

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...