Um marido de faz de conta

Oiee pessoas \0/
Preparados para se apaixonar? Bora então! 

Título: Um marido de faz de conta
Autora: Julia Quinn
Tradução: Thaís Paiva
Editora: Arqueiro (cortesia)
Páginas: 304
Edição: 1
Lançamento: 2018
Série: Os Rokesbys #2
Sinopse: Depois de perder o pai e ficar sabendo que o irmão Thomas foi ferido durante uma batalha, Cecilia Harcourt tem duas opções: se mudar para a casa de uma tia ou se casar com um vigarista. Para fugir desses destinos, ela cruza o Atlântico, determinada a cuidar do irmão. Após uma semana sem conseguir localizá-lo, ela encontra o melhor amigo dele, Edward Rokesby, inconsciente e precisando desesperadamente de cuidados. Mas, para permanecer a seu lado, Cecilia precisa contar uma pequena mentira.
Quando Edward recobra a consciência, não entende nada. A pancada na cabeça o fez esquecer tudo que aconteceu nos últimos três meses, mas ele certamente se lembraria de ter se casado. Apesar de saber que Cecilia é irmã de Thomas, eles nunca foram apresentados. Mas, já que todo mundo a trata como esposa dele, deve ser verdade. Cecilia coloca o próprio futuro em risco ao se entregar ao homem que ama. Mas, quando a verdade vem à tona, Edward também pode ter algumas surpresas guardadas para a nova Sra. Rokesby.

Resenha

Após perder o pai e se ver presa numa encruzilhada, Cecilia Harcourt entra num navio rumo à Nova York para encontrar o irmão, Thomas, que havia sido ferido durante a guerra da Independência Americana. Ela sabia que era perigoso, mas não tinha escolha: com a morte do pai, e caso Thomas morresse, a propriedade em que ela vivia seria herdada por seu odiável primo Horace, e ela não iria, de jeito nenhum, se casar com ele. Sabendo onde poderia encontrar o irmão graças a uma carta recebida de um general britânico, Cecília embarcou sem pensar duas vezes, mas teve uma surpresa muito desagradável ao chegar no tal hospital e não ter notícias do irmão. Mas eles tinham notícias de Edward Rokesby, seu melhor amigo.

Ao perguntar por Thomas E por Edward, lhe foram negadas notícias, afinal, ela era uma mulher solteira. Mas ao dizer que era esposa de Edward, as coisas mudaram rapidamente. Tratada com cortesia, Cecília pôde sentar-se ao lado do melhor amigo de seu irmão e cuidar dele, que havia sido atingido na cabeça e há dias não acordava. Até que ele acordou, mas havia perdido a memória. Cecília ia contar sobre a mentira de estar casada com ele, só que as coisas não ocorreram como o esperado, e ela decidiu adiar... E adiar, e adiar....

Eu senti muita raiva de Cecília por demorar tanto para revelar suas mentiras, pois enquanto ela fingia ser a Sra. Rokesby, Edward acreditava piamente que eles haviam se casado por meio de uma procuração, enquanto ele estava em uma missão (que sua memória havia apagado de sua mente) e ela, no navio. E não bastando isso, ele estava se apaixonando cada vez mais, e sentia-se incomodado por não ser o marido que achava que Cecilia merecia. Sei que ela tinha seus motivos para mentir, afinal, era uma mulher e tinha mais chances procurando seu irmão como Sra. Rokesby do que como uma moça solteira. Mas isso não justificava mentir para um homem bom que havia acabado de perder a memória.

Ele não sabia o que tinha feito naqueles últimos meses, mas tinha a impressão de que não tinha sido algo de que se orgulhar. Não havia sido nada próximo da pureza, da beleza e de tudo o que via ao olhar dentro dos olhos de Cecília. O beijo dela tinha sabor de uma promessa de redenção. – página 73

Mas, apesar de toda a raiva e frustração que Cecília me fez sentir, eu me apaixonei por ela e me apaixonei por Edward! Eu sou apaixonada por romances de época e sei que a maioria deles segue uma “fórmula” muito parecida, e sei também que as protagonistas femininas tendem a ser independentes, divertidas e fora do padrão da época, mas como é que eu sempre consigo ser surpreendida assim? Julia Quinn conseguiu criar personagens únicas e encantadoras, além de muito divertidas e bem construídas! Por mais que eu já imaginasse como a história acabaria, ainda assim eu queria que Cecília conversasse logo com Edward para que ele a perdoasse logo...haha

Ainda assim, ele estava morrendo de vontade de abraçá-la. Queria abraçá-la com força, para impedir que ela se despedaçasse. Abraçá-la por tanto tempo quanto fosse necessário para que as preocupações e os medos dela se transferissem para ele. Ele queria absorver a dor de Cecilia. Queria ser a sua força. – página 98

Um marido de faz de conta foi um livro que me envolveu completamente já nas primeiras páginas, que me fez amar as personagens e a história, e torcer muito para que tudo ficasse bem no final. Eu ainda não tinha lido o primeiro livro da série, mas acredito que isso não atrapalhe muito, já que cada livro traz a história de amor de um dos Rokesbys. Estou mega curiosa E ansiosa para ler o próximo (e o anterior) livro, e imagino que eles também me surpreenderão muito! Um marido de faz de conta é uma leitura super envolvente e encantadora, e é obrigatória para todos os apaixonados por romances de época!

Ah, como ela queria que fosse tudo verdade...Queria ser feliz com aquele homem. Queria ser a esposa dele, a mãe dos filhos dele, seria uma vida maravilhosa... se tudo não fosse uma mentira. – página 160


7 comentários

  1. Dryh lindona estou lendo esse livro e amando, como não se apaixonar pela escrita da Julia Quinn né. Gostei muito do primeiro livro e estou adorando este. Não deixe de ler o primeiro livro vai amar. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  2. Oi Dryh!
    Amei sua resenha, fico pensando em como Cecília se enrolou toda em sua mentira kkk, e em como Edward vai reagir ao saber. Julia tem um jeito todo especial em escrever seus romances, eu adoro romance de época, por sempre contar sobre roupas e as festas, parabéns pela resenha, obrigado pela dica. Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu adorei esse enredo. Achei a Cecilia bem forte e perspicaz indo parar em outro país para escapar do primo, a forma como Edward e ela foram envolvidos me deixou contente. Julia Quinn me encantou nesse segundo livro e me surpreendeu com o cenário diferente dos romances de época.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  4. Oi, Dryh!
    Já tenho o livro e estou bem ansiosa para ler, mas ainda não consegui concluir a leitura do primeiro livro, a narrativa não está fluindo para mim mesmo sendo Júlia Quinn e eu amando a escrita dela. Sua resenha me deixou bem curiosa, vou ler com certeza!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi, quero muito ler esse livro e ver como a protagonista vai lidar com essa mentira que ela contou, amei conferir sua opinião. Amo romances de época, mesmo que a gente já saiba o que esperar, sempre tem alguma surpresa, além da escrita maravilhosa da Julia.

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Não sou muito fã deste gênero de leitura, eu tenho muita dificuldade em me envolver com a hitória, talvez dê uma chance já que você disse que te envolveu nas primeiras páginas.
    Ainda bem que o primeiro livro não interferiu para a leitura do segundo. A história parece trazer várias emoções e problemas que te deixam na expecativa de como serão resolvidos.
    Abraços.

    FLeituras

    ResponderExcluir
  7. Olá Dryh!!!
    Vi inúmeras resenhas já acerca desse livro da Julia e admito que estou seriamente encantado por ele, mas acho que a personagem podia ter contado quando o personagem acordou sobre a situação deles e porque ela fingiu ser esposa do mesmo.
    Porém, eu sou fascinada pelas histórias de época e independente se seguem a mesma receita continuo encantada pelas mesmas.
    Adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...