De olho no autor #61: Bianca Carvalho Martins

No dia 10 de março deste ano, o livro O papagaio que não sabia falar, da autora Bianca Caravalho Martins, foi lançado na Livraria Saraiva do Shopping Iguatemi-Esplanada (em Sorocaba). Dei uma passada para conhecer a autora pessoalmente e, depois, fizemos uma entrevista a respeito do lançamento de seu primeiro livro e também sobre o que vem de novo por aí. Bora?

1. Você se formou em Letras e é estudante de Pedagogia. Pode-nos dizer por que escolheu tais cursos? De onde veio o interesse em escrever para o público infantil? 
Bianca: Sempre gostei muito da área de humanas, apesar de ter feito um curso de exatas. Escolhi Letras pela paixão que eu tinha pelas aulas de Língua Portuguesa na escola. Sou apaixonada por crianças e acredito que o curso de Pedagogia, além de trazer-me mais conhecimento, me ajudará a conhecer melhor o universo infantil. Talvez eu possa escrever histórias melhores ao conhecer melhor as crianças.


2. “O papagaio que não sabia falar” é seu primeiro livro. O que pode nos contar sobre ele? De onde veio a inspiração para a história? 
Bianca: O papagaio que não sabia falar conta a história de um papagaio que não fala (você já viu algum assim?) e da sua família em busca de uma solução. Levaram-no ao biólogo, psicólogo, veterinário etc. Ele ganha até uma namorada na esperança de que aprenda a falar, mas tudo isto é em vão. Um dia a dona esquece a gaiola aberta e o louro ganha a liberdade. Neste momento ele descobre que sabia falar, e não falava apenas porque estava preso! 


3. Tem outros projetos literários em vista? Pode nos falar sobre eles? 
Bianca: Sim! Tenho um sobre um leão vegetariano, que pretendo registrar ainda este ano e estou escrevendo uma história sobre um jacaré banguela
O leão vegetariano trata de amizade, de respeitar as diferenças e de experimentar algo novo. O jacaré banguela tem um problema no dente e tem medo de injeção! 
Eu tenho uma história de ficção (na cabeça) sobre a Síria que eu quero muito colocar no papel, mas antes disso eu preciso ler e estudar mais (sobre o assunto e sobre a escrita, estrutura, roteiro etc.), pois é muito diferente de um livro infantil. 


4. Vi que uma empresa de jogos digitais desenvolveu um jogo para smartphones baseado no seu livro. Como foi que isso aconteceu? Qual é o sentimento de saber que “O papagaio que não sabia falar” também vai estar nos smartphones? 
Bianca: Meu esposo recentemente concluiu o curso de Jogos Digitais e a empresa em que ele trabalha gostou do livro e se prontificou a produzir um jogo. Eu fiquei muito feliz, pois isso jamais passou pela minha cabeça. Hoje as crianças se interessam muito por tudo o que é digital, e é um desafio cada vez maior fazer com que se interessem por literatura. O que fizemos foi unir a literatura infantil ao mundo digital: o papagaio sai do livro e interage com o leitor. 


5. Além de escrever, você também lê bastante? De onde veio o gosto pela leitura? 
Bianca: Eu leio bastante, mas sempre fica a sensação de que poderia ler mais... a faculdade exige muito, então as minhas leituras no momento são baseadas nas bibliografias das disciplinas que estou cursando, mas sempre que sobra um tempo eu estou lendo algo, seja um livro em formato digital ou em papel mesmo. A leitura engrandece a alma e nos faz viajar para lugares fantásticos, sem falar nos inúmeros benefícios que a mesma traz. 


6. Quais dificuldades enfrentou até chegar o lançamento de seu primeiro livro? 
Bianca: Muitas! Eu escrevi esta história há quase 8 anos. Foram muitos nãos de editoras e outras que não obtive resposta. O meio literário é muito concorrido e pouco valorizado, mas persistir no sonho, conseguir realizá-lo e ver o sorriso no rosto das crianças é gratificante! 


7. Quais dicas você daria para quem deseja escrever um livro infantil? 
Bianca: Não desista! Mesmo que você receba alguns nãos, não quer dizer que o seu trabalho seja ruim. A primeira pessoa que deve acreditar em si mesmo é você! Continue estudando e escrevendo, pois um dia você chega lá!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...