Meu pai fala cada uma

Titulo: Meu pai fala cada uma
Autor: Justin Halpern
Editora: Sextante
Páginas: 144
Edição: 2
Lançamento: 2012
Sinopse: Aos 28 anos, depois de ser dispensado pela namorada, Justin Halpern volta a morar com o pai, Sam Halpern, de 73 anos. Na infância, Justin morria de medo dele, tão mal-humorado, direto e desbocado que beirava a grossura. Agora, já adulto, ele passa a admirar a mistura de franqueza e insanidade que caracteriza os comentários e a personalidade do pai, que considera 'sábio como Sócrates e até mesmo profético'. Disposto a registrar a sabedoria contida nas tiradas de Sam, Justin cria uma página no Twitter para reunir suas frases malucas e observações ridículas. A obra traça um retrato da relação pai e filho e aborda temas da vida - medo, amigos, estudo, namoro, esporte, família. 

Resenha

Justin acabou de levar um pé na bunda de sua namorada, e sem um lugar para morar, já que ele desocupou seu apartamento para morar com ela, é obrigado a voltar para a casa dos pais. A partir daí, ele começa a relembrar momentos divertidos e inesquecíveis de sua infância e adolescência.

Conheci esse livro através da minha irmã, que queria comprá-lo uma vez e acabou desistindo. Vi ele na bienal em promoção e lembrei dela, então acabei comprando-o. Não fazia a mínima ideia do que falava, mas assim que comecei a ler, não consegui mais parar. É um dos livros mais engraçados que eu já li!

Alguns dias depois de voltar a morar com o pai rabugento de 73 anos, Justin decide postar no twitter algumas frases que seu velho dizia, e então muitas pessoas começaram a segui-lo. Algum tempo depois, ele recebia propostas para escrever um livro e séries. E é daí que nasceu Meu pai fala cada uma, ou como na primeira edição, Meu pai fala cada m’rda.

O pai de Justin falava bastantes babaquices, mas também era um homem muito esperto e sábio. Sam Helpbern serviu na Marinha e no Vietnã, um médico aposentado que costumava levar o filho mais novo, nosso protagonista, para suas palestras em faculdades quando não tinha ninguém para cuidar do menino. Ele não se importava com o que os outros pensavam, e também não se importava em fazer Justin passar vergonha.

O livro também se tornou uma série (a qual eu começarei a acompanhar logo), e pelo o que eu ouvi dizer e li, algumas mudanças foram feitas na história, mas é tão divertida quanto o livro e o twitter do autor, que está bombando!

Eu ri muuito com esse livro, e fiquei um pouco arrependida por não tê-lo comprado antes. Suuper recomendo!


Sobre usar o vaso sanitário
“Você tem 4 anos. Precisa fazer cocô no vaso. Esta não é uma daquelas negociações nos quais avançamos e recuamos até você chegar a um meio-termo. No final, você vai ter que fazer cocô no vaso.”

Sobre modos à mesa
“Meu Deus, será que podemos jantar sem que você derrame alguma coisa? Não, Joni, ele faz de propósito, senão só pode ser retardado, e nenhum teste demonstrou isso.”

Sobre preparar o próprio lanche
“Você precisa levar um sanduíche. Não dá para ser apenas biscoitos e essas porcarias... Não, eu disse que, se você cuidasse do seu lanche, poderia prepará-lo como quisesse, mas não disse que podia prepará-lo como um idiota.”

“Está vendo? Sua mãe acha você bonito. Este deveria ser um dia empolgante para você.”

Sobre a internet

“Não quero... Entendo para que serve. Entendo, sim. E não me interessa se seus amigos têm. Todos os seus amigos também têm cortes de cabelo idiotas, mas você não me vê correndo para o barbeiro por causa disso.”

11 comentários

  1. Oi, Dryh.
    Eu li Sou um desastre com as mulheres, desse autor e achei super divertido. Não conhecia mas gostei e ri muito. Eu encontrei esse livro em promoção na livraria Saraiva, eu acho, mas não sabia que tinha mais histórias engraçadas.

    beijos
    http://mundo-restrito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estou doida para ler Sou um desastre com as mulheres, parece ser ainda mais divertido :)

      Excluir
  2. Oiii
    Ainda não tinha visto este livro.
    Gostei da capa e do título. Mas confesso que pela sinopse não sei se leria, mas sua resenha conseguiu me convencer .
    Gostei!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ebaa \0/ haha' espero que você goste dele, Letícia :)

      Excluir
  3. Deve ser hilário!
    Conhecia, mas não tinha vontade de ler, até agora.
    Ótima dica =)
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Olá :)
    Como esta?
    Gostei da indicação.
    Parece ser um livro bem leve e divertido ^^

    Desejo a ti uma excelente semana
    Beijos

    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Sandro ^^ uma ótima semana para você ♥

      Excluir
  5. Esse livro parece ser bem legal mesmo, acho que eu riria muito com ele. Gosto muito quando as relações em família são abordadas com humor.
    Beijos

    blogfalandodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Esse livro deve ser muito divertido!
    Quando fui lendo a resenha eu pensei em uma série de TV que já assisti alguns episódios, quando você citou que foi criada uma série ai tive a confirmação. Não li o livro então não sei quais as mudanças, mas se for tão divertido quando Shit My Dad Says (a série), vale a pena.

    Beijos, Fer.
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu conhecia esse livro apenas de nome e, apenas por sua resenha, já adorei. Com certeza vou querer ler essa obra!

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de novembro

    ResponderExcluir
  8. Oiii
    Tenho esse livro mas nunca senti vontade de ler, na verdade eu ganhei de uma pessoa que ia jogar ele fora, depois de ler fiquei com vontade de tirar o meu da estante.

    Bjinhos
    Jéssica Rodrigues
    Blog Lilian & Jéssica

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...