A vida secreta das abelhas



Titulo: A vida secreta das abelhas
Autora: Sue Monk Kidd
Ediora: Paralela
Páginas: 232
Edição: 1
Lançamento: 2014

Sinopse: O mundo de Lily, uma menina de 14 anos, mercado pela dor e pela morte de sua mãe. Diante de um momento crítico, em que a única pessoa que lhe resta está em perigo, que Lily vai iniciar sua aventura, uma experiência que a abrirá finalmente para o amor. Um romance sobre o autoconhecimento, no qual a solidariedade humana é a abelha rainha que congrega todos os corações a sua volta.



Resenha


Besteira. Você precisa sonhar com o que ainda não existe. – página 94


A vida de Lily não é fácil; ela vive em 1964, tempo em que a sociedade era “obrigada” a aceitar os negros como iguais, e tempo que tudo virou uma bagunça completa por conta disso e do preconceito. Por ser branca, Lily nunca sofrera nenhum preconceito por conta de sua pele, mas já vira Rosaleen, sua babá e amiga, sofrer por ser negra.

Lily perdeu a mãe quando tinha apenas 4 anos, e desde então vem se culpando pela morte da pessoa que ela mais amava no mundo, mesmo não se lembrando o que realmente acontecera naquele dia. Ela faz de tudo para agradar o pai, que não poderia ser mais cruel e ruim com ela. Lily não tinha amigas na escola, e era vista como esquisita aonde quer que fosse.


Senti que ela sabia o que eu realmente era: mentirosa, assassina e cheia de ódio. Sabia como eu detestava T.Ray, as meninas do meu colégio, mas principalmente a mim mesma por ter levado minha mãe embora. – página 58


Após um acidente que colocou Rosaleen na prisão e Lily em maus lençóis com o pai, ela decide que tirará a amiga de detrás das grades e juntas elas irão para Tiburon, lugar onde sua mãe vivia. Mas ela não tinha um plano, e isso complicou um pouco as coisas.
Chegando na cidade, elas acabam indo parar na casa de três irmãs que as acolhem e deixam que elas fiquem por lá o quanto precisarem, contanto que ajudem nas tarefas de casa. Porém, Lily mentiu sobre sua origem e sobre como fora parar lá.

As três irmãs, May, June e August criavam abelhas no quintal e eram famosas pelo mel que vendiam pelas redondezas, eram boas moças e não se importavam muito com a presença das novas moradoras, com exceção de June, que ficou com um pé atrás por muito tempo, olhando torto principalmente para Lily.

Lá então, ela passa a viver perto de muitas abelhas, seres pelos quais ela acaba se apaixonando completamente, e pelos quais ela passa a dedicar-se todos os dias. Mas Lily também aprende a amar e, depois de muito tempo, ser amada.


A maioria das pessoas não tem ideia do quanto complicada é a vida dentro de uma colméia. As abelhas têm uma vida secreta que nós não conhecemos de forma alguma. – página 114


É um livro triste, eu diria. A forma que o pai de Lily a trata me deixou revoltada, ele faz de tudo para humilhá-la e castigá-la, mesmo que ela tente agradá-lo sempre, mostrando quão boa filha é. O preconceito e racismo presentes no livro são fortes, e me deixaram um pouco atordoada, e claro, revoltada.

Demorei um pouco mais que o esperado para finalizar o livro, a leitura é cansativa demais e os personagens me irritaram um pouco, mas A vida secreta das abelhas é uma lição e tanto. O tempo todo há menção de fé e amor por Deus da parte das personagens secundárias, e ao longo do livro, enquanto amadurece, Lily também passa a amar a imagem da Maria Negra.

Só quando fui fazer a resenha que vi a adaptação cinematográfica da história. Bom, não cheguei a ver, realmente, mas vi algumas menções. Vou procurar assistir e ver se acabo gostando mais que do livro, o qual eu não curti muito.


Vivia tão preocupada em me apresentar bem e em fazer as coisas certas, que na maior parte do tempo me sentia como se estivesse representando uma menina, em vez de realmente ser uma. – página 13



2 comentários

  1. Oi
    gostei da resenha e ele parece ser um livro bem bonito, pena que demorou um pouco para ler. Fiquei com vontade de ler ele,

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gosto de livros que tragam temas polêmicos mesmo para a época, entro na leitura e viajo. Gostei muito d sua resenha. Anotado na listinha.
    Bjim!
    LivreandoFacebook

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...