O visconde que me amava

Hey pessoas, tudo bem com vocês?

Semana passada eu postei a resenha de O duque e eu, primeiro livro da série Os Bridgertons, da autora Julia Quinn, e hoje, trouxe a resenha do segundo livro, que conta a história de Anthony, o irmão mais velho.

Bom, depois de ler o primeiro livro de Julia Quinn, devo ter me apaixonado pelos personagens em algum momento da história, pois não consigo não suspirar ao pensar na família Bridgertons. Gostei muito do primeiro livro, mas algo me dizia que o segundo seria ainda melhor, não sei se foi pelo fato de o personagem principal, nosso protagonista, ser um homem.

Titulo: O visconde que me amava
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Edição: 1
Lançamento: 2013
Sinopse: A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.

Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.

Em O visconde que me amava, conhecemos melhor Anthony, o mais velho dos Bridgertons, e herdeiro. Ele me pareceu muito diferente do que era no primeiro livro, implicava tanto com Simon, mas no final das contas acabou como ele, desde o inicio até o final. Passou de um libertino á um homem apaixonado.

No inicio do livro, conhecemos um pouco do pai de Anthony, e vemos o quão próximo ele era do pai, de forma que ficou traumatizado quando ele faleceu, por conta de uma picada de abelha. Anthony amava muito o pai, e como foi o primeiro a nascer, foi também quem passou mais tempo na presença do pai, e a morte de Edmund lhe casou mais dor do que em qualquer outra pessoa.

“Edmund Bridgerton faleceu aos 38 anos. E Anthony simplesmente não podia imaginar-se superando o pai de forma alguma, nem mesmo em idade.” – página 12

Quase aos trinta anos de idade, Anthony decide “sossegar o faxo” e se casar, para alegria e felicidade de sua mãe, que mal vê a hora de ter seus filhos todos casados. Anthony então escolhe Edwina Sheffield como esposa, uma das garotas mais belas da cidade, irmã de Kate.

Kate e Edwina não são irmãs de sangue; Edwina é a mais bela, todos só prestam atenção nela, e por ser a mais bela, Kate e Mary (mãe/madrasta) acreditam que ela será a primeira a se casar. Edwina é como as outras solteiras da cidade, se comporta como uma dama, é gentil e super delicada, enquanto Kate já é mais solta e direta.

Para chegar á Edwina, Anthony precisará passar primeiro por Kate, e não vai ser fácil, já que a reputação dele não é a das melhores, apesar de ser um visconde. Kate ama a irmã, e percebemos isso já no primeiro momento em que elas aparecem; ela só quer a felicidade da irmã mais nova, e não vai deixar que um libertino mulherengo quebre o coração da pequena Edwina.

Acontece que Kate não imaginava que o visconde pudesse ser gentil, ou mesmo legal com ela, e quando isso aconteceu (mais de uma vez) ela ficou impressionada, até perceber que estava começando a se apaixonar por ele, o que não era certo.

“ Ora, por que, por que, por que ele tinha que ser tão educado? Por que não podia apenas continuar a ser o libertino charmoso e superficial que acreditara que era? Agora ele também tinha se transformado em outra coisa, uma pessoa da qual ela temia aprender a gostar.” – página 152

Anthony sabia que se continuasse próximo de Kate como eles estavam, acabaria se apaixonando por ela, e ele não poderia correr esse risco, pois se apaixonar por ela seria como jogar toda a felicidade e a vida de Kate pela janela, e ele não queria que isso acontecesse. Também não queria que ela se apaixonasse por ele. Ele só queria uma esposa que lhe desse herdeiros, eles não precisavam se amar de verdade, e para ele, seria impossível se apaixonar por Edwina. Já com Kate, ele não tinha essa certeza.

“... E esse era o motivo pelo qual, ao se casar, o rosto por trás do véu teria que ser o de Edwina Sheffield.” – página 105

“Ele a beijou.
Sua intenção era intimidá-la, por isso ele se aproximou cada vez mais até que ela, inocente, ficasse com medo dele. Certamente ela não sabia o que era ter um homem tão perto que o calor do corpo dele penetrasse em suas roupas, tão perto que fosse impossível dizer onde terminava a respiração dele e começava a dela.” – página 92

A leitura é bem rápida, os personagens são cativantes e hilários, principalmente aquela fofoqueira da Lady Whistledown que parece espionar todo mundo, estou tentando descobrir quem ela é, pois é quase impossível acreditar que ela sabe tudo de todos!
Apesar de saber que provavelmente o livro acabaria de uma forma feliz, o final conseguiu me surpreender, o que eu não esperava. Mal vejo a hora de ler os próximos livros de Julia Quinn ♥

MilkMilks
Dryh Meira

8 comentários

  1. OHHHH Já li e adorei esse livro <3
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito dos romances que se passam nessa época. São os mais lindos com certeza.
    Adorei as partes do livro que você destacou.
    beijos

    www.antesdos40.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São mesmo lindos ♥principalmente quando os homens são cavalheiros *-*

      Excluir
  3. Fofo, fofo, fofo!!
    Adorei a resenha. Não li o livro, mas já guardei esta dica.

    Resenha lindinha!! Parabéns!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba, fico feliz que você tenha gostado Lelê ^^

      Excluir
  4. Outra resenha desse livro... to começando a achar que é perseguição hahahaha
    Já vi várias hoje enquanto retribuía comentários/visitava blogs que gosto :(
    Sofrendo aqui por não ter, não vi ninguém dando menos de 5 estrelas #invejinhabranca
    Beijinhos
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkk' deve ser um sinal Paula kkkk' eu também encontrei algumas resenhas desse livro hoje ^^

      Excluir
  5. Outra resenha desse livro... to começando a achar que é perseguição hahahaha
    Já vi várias hoje enquanto retribuía comentários/visitava blogs que gosto :(
    Sofrendo aqui por não ter, não vi ninguém dando menos de 5 estrelas #invejinhabranca
    Beijinhos
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...