Um verão na Itália

Oiee pessoas, tudo bem com vocês?
Hoje trago a resenha de mais um VIB - Very Important Book - do Grupo Editorial Record: Um verão na Itália, da Carrie Elks. O lançamento está previsto para 18 de junho (quase láá) \0/

Título: Um verão na Itália
Autora: Carrie Elks
Editora: Verus – cortesia
Edição: 1
Lançamento: 18 de Junho de 2018
Páginas: 284
Série: As irmãs Shakespeare #1
Sinopse: Cesca Shakespeare chegou ao fundo do poço. Depois de escrever uma peça de teatro premiada que acabou em desastre, o bloqueio criativo se instalou, sem previsão de ir embora. Seis anos mais tarde, ela acabou de perder mais um emprego pavoroso e está prestes a ser despejada de seu apartamento. Pior ainda, suas irmãs não fazem ideia de como sua vida vai mal. Assim, quando seu padrinho lhe arruma uma temporada de verão em uma bela villa italiana, sem ter de pagar nada por isso, Cesca concorda, meio a contragosto, em ir para lá e tentar escrever uma nova peça. Isto é, antes de descobrir que a casa pertence a seu arqui-inimigo, Sam Carlton.
Tendo acabado de ver seu nome em todas as manchetes pelas razões erradas ― mais uma vez ―, o galã de Hollywood Sam Carlton precisa de um lugar para se esconder. Que opção melhor do que a linda villa desocupada de sua família à beira do Lago Como? Só que, quando ele chega, descobre que a casa não está tão desocupada quanto ele esperava. Ao longo do quente verão italiano, Cesca e Sam terão de confrontar o passado. E o que começa como uma hesitante amizade rapidamente se torna uma atração intensa ― e depois uma aventura ardente.

Resenha

Se a música é o alimento do amor, toque. – Noite de Reis

Cesca escreveu sua primeira peça de sucesso aos 18 anos, mas o sonho morreu quando o ator que faria o protagonista desistiu. Sua peça foi cancelada, seu nome sujado, e suas esperanças destruídas. Desde então, vai de um emprego a outro, apenas sobrevivendo. Mas quando perde o emprego e está prestes a ser despejada do apartamento que divide com outra pessoa, ela recebe uma oportunidade (arranjada por seu padrinho): a de cuidar de uma mansão numa linda villa italiana. Tudo o que ela tinha que fazer era manter a casa em ordem até os caseiros voltarem de viagem.

Tudo ia bem, Cesca estava encantada pela beleza da villa (que ainda por cima ficava próxima a uma praia!) e estava praticamente ganhando para tirar férias. MAS.... Ela recebe uma visita inesperada: o filho dos donos da casa aparece, fugindo dos escândalos de Los Angeles. E ele não era ninguém menos do que Sam Carlton, também conhecido como o cara que tinha destruído sua primeira peça e sua vida.

Os dois passam então a dividir a casa enquanto fazem suas coisas; Cesca buscando criatividade para escrever novamente, e Sam tentando ficar escondido das câmeras e fofocas. Os dois praticamente se odeiam, e estão sempre se alfinetando, mas talvez não sejam assim tão diferentes um do outro, e pode ser que uma amizade surja.... Ou será que algo a mais?

Eu tinha gostado bastante da premissa desse livro, sonho em conhecer a Itália e estava doida para ler uma história que se passasse por lá. O início da história me pegou de jeito, ver Cesca perdida do jeito que estava, praticamente morando na rua e desempregada, me fez querer chegar logo ao final do livro para vê-la bem. Mas ela passa por um processo de amadurecimento e também aprende a ter mais confiança em si e nas coisas que faz, principalmente com suas peças de teatro. E eu não queria ter perdido nada disso já pulando para o fim.

Porque onde tu te encontrar o universo todo está; ao passo que o lugar onde me faltes equivale a um deserto. – Henrique VI, parte II

Sam... Bom, vamos dizer que ele é mais uma vítima dos holofotes hollywoodianos. Fez um filme de sucesso onde interpretava um personagem estereotipado e ficou conhecido por isso, fazendo muitos papeis parecidos depois. Agora ele está doido por uma mudança, mas não há nada que possa fazer enquanto seu nome está sujo, e as fofocas a seu respeito rolam soltas. E ele não tem um relacionamento muito bom com o pai, e não queria enfrentar sua mãe e irmãs depois de seu rosto ter ido parar em todas as revistas, então a saída mais fácil era fugir para onde ninguém o veria.

Um verão na Itália é o tipo de livro que ficaria ótimo na Sessão da Tarde; é aquela história clichê onde os personagens estão passando por poucas e boas, e se odeiam no começo, mas que vão aprendendo a se gostar e a se ajudar depois, e tudo leva prum final que a gente já suspeitava desde o início. O problema não foi esse, eu adoro clichês! O problema foi que, pouco depois da página 100, eu já estava cansada da história e dos personagens, mesmo que eles estivessem amadurecendo – coisa que eu adoro ver – e pensando no futuro. A escrita da autora é leve, e acho que foi por isso que consegui termina-lo; de outra maneira, talvez o tivesse abandonado.

Nós somos feitos da matéria de que são feitos os sonhos. – A tempestade

Carrie Elks poderia ter desenvolvido melhor os conflitos da história, mas como o livro já tinha carinha de ser simples e previsível, eu não me surpreendi muito. O que salva são os personagens principais – bem desenvolvidos, como dito lá em cima – e também o relacionamento deles, que não é forçado e nem acontece de repente. Claro que algumas de suas ações me tiraram do sério, mas isso sempre acontece, não é mesmo?
Este é o primeiro livro da série As Irmãs Shakespeare – acredito que será um livro para cada uma das irmãs -, mas para ser sincera, não estou muito animada para ler os outros. Quem sabe...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...