Esperando por você

Oie pessoal, tudo bem com vocês?
Hoje eu trouxe mais uma resenha da Susane Colasanti, Esperando por você. É um livro bem legal, e trouxe minhas conclusões sobre ele. Alguém já leu esse livro? O que achou?

                                      Titulo: Esperando por você
Autora: Susane Colasanti
Editora: Novo Conceito
Páginas: 336
Edição: 1
Lançamento: 2013
Sinopse: É hora de iniciar o segundo ano do Ensino Médio, e Marisa está pronta para um novo começo e para seu primeiro namorado de verdade. No entanto, depois do popular Derek convidá-la para sair, as coisas ficam complicadas. Além de seus pais se separarem e de Marisa ter uma briga com seu melhor amigo, Derek ? o amor da sua vida ? a deixa desapontada. As únicas coisas que mantêm Marisa são os podcasts de um DJ anônimo, o qual parece entendê-la totalmente. Mas ela não sabe quem ele é... Ou sabe? 

Marisa é uma adolescente deprimida que pretende mudar nesse novo ano na escola. Ela nunca foi a garota popular que todo mundo gosta, mas quer que seja diferente agora. Não tendo muitos amigos, conta apenas com Sterling, uma garota que ama cozinhar e que é louca por homens mais velhos.
Marisa tem uma irmã mais nova de 13 anos e seus pais são uns dos poucos que não estão separados.

Marisa é apaixonada por Derek, um dos caras mais populares e desejados da escola, mas ele já tem namorada. Derek parece ser um personagem bacana, mas também parece aquele tipo de cara que vive trocando de namoradas o tempo todo, e quando ele finalmente olhou para Marisa, não foi uma boa coisa.

“Nada serve em mim, nunca. Tem coisas que eu não consigo controlar, e não posso fazer nada quanto a isso” – página 42

Quando mais nova, Marisa era super amiga de Nash, um garoto que mora perto da casa dela. Mas com o tempo, os dois foram se separando, até se tornarem completos desconhecidos. Nash é o esquisitão que vive sempre na dele, tímido, só conversa com garotas quando necessário, e também tem um péssimo gosto para escolher roupas.

É estranho como se pode viver tão perto de alguém, crescer com ele, sem de fato saber quem ele é. Talvez você o conhecesse, mas agora você e ele são como estranhos. É esquisito como o tempo é capaz de mudar algo que você acho que continuaria para sempre inalterado.” – página 17

Por ironia do destino (ok, exagero) os dois voltam a se falar e sendo parceiros de laboratório, voltam a ser amigos, indo quase todos os dias na casa do outro.
Como não poderia faltar um romance no meio dessa história, Nah acaba gostando de Marisa mais do que o normal, mas ela anda confusa demais com sua paixonite por Derek e todos os problemas que começam a aparecer em sua vida.
“- Eu só quero que tudo volte a ser como era antes – digo.
- Todos nós queremos coisas. – ele responde
- Mas por que a gente não pode voltar ao que era antes?
- Impossível ir a um lugar que não existe mais.” – página 100
  
Se fosse para escolher entre Derek e Nash, com certeza eu escolheria Nash. Ele se importa com os outros, muitas vezes mais do que consigo mesmo, e também é um amigo e tanto, diferente de Derek, que parece fazer tudo só para agradar os outros, e que não parece se importar com nada além de sua aparência e do que os outros vão pensar dele.

“Desabo emocionalmente. Eu me odeio. Odeio ter que lidar com isso, odeio minha vida. E odeio não poder contar com alguém que esteja inteiramente a meu lado no momento em que preciso e exatamente do modo que preciso” – página 81

Quando está triste, ou simplesmente não quer conversar com ninguém, Marisa assiste o programa de Dirty Dirk, um garoto anônimo que responde perguntas dos telespectadores e dá dicas para quem o está assistindo. Ninguém sabe a verdadeira identidade de Dirk, e mesmo com todo o mistério que a autora tentou criar, eu já desconfiava desde o inicio de quem realmente era Dirk, então o final do livro não foi lá aquela coisa.

Esperava pouca coisa do livro, principalmente porque não elogiaram 100% ele na internet, então não tinha expectativas altas. Acabou que gostei muito do livro, e mesmo Marisa sendo um pouco ansiosa demais e agindo por puro impulso, consegui gostar bastante dela.


MilkMilks

8 comentários

  1. Não li nada da autora ainda... E vejo opiniões convergentes sobre os livros dela mas quero ler...

    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. são bem legais, mas bem clichês também ^^

      Excluir
  2. Oi Dryh, tudo bem?

    Gostei da história, mas achei MUITO MUITO MUITO clichê :OOOOOO
    Quem sabe não dou uma chance?

    Beijos
    http://www.estantedasfadas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs' é bem clichê mesmo Carol, mas é tão foofo ♥ rsrs'

      Excluir
  3. Nunca li o livro, é a primeira resenha que leio sobre, até então só tinha visto a capa pelos blogs, não sabia do que tratava. Gostei da sua resenha, sincera, fiquei curiosa com a leitura.

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eba, fico feliz que você tenha gostado Claris ^^

      Excluir
  4. Sou suspeita pra falar da Susane e dos seus livros, eu adoro. Adoro como os personagens dela me trasportam pra época que eu era adolescente e como eles sempre parecem reais. Podem falar mal o quanto for, ela é ótima para mim e a leitura desse livro foi muito boa.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu também adoro isso nela, os personagens são maravilhosos ♥

      Excluir

Oiê! Muito obrigada por passar por aqui, deixe um recadinho com o link do seu blog e a gente dá uma passadinha lá mais tarde :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...